terça-feira, 5 de agosto de 2014

Se apaixonar é uma bela duma merda.

Eu estava longe, viajando por ai, deitada numa cama, num quarto de um albergue barato, quando recebi a seguinte mensagem no celular "Mari, conheci um AMIGO DO MEU NAMORADO que combina demais com você, quando você volta pro Brasil mesmo?" Eu levei na brincadeira e respondi "Opa, pegação me esperando no Brasil?" mas na verdade não dei muita atenção.

Algum tempo depois, numa tarde de sábado num bar em São Paulo, ELE APARECE.

Numa maldita hora, que eu já tinha bebido três CAIPIRINHAS e minha visão estava turva e meus sentidos alterados. Mas isso não impediu que meu cérebro enviasse uma mensagem ao meu sexto sentido dizendo "A sua amiga tinha razão".

Mas não era tão simples quanto parecia. Havia um pequeno detalhe, um detalhe que estava a quilômetros e quilômetros de distância. Ele tinha NAMORADA, e ela morava muito longe, longe o suficiente para permitir que eu e ele ficássemos muito próximos.

Começou com uma solicitação de amizade no Facebook, então evoluiu para conversas inbox que duravam horas, que evoluiu para mensagens no Whatsapp de "Como foi seu dia?", que evoluíram para ligações no meio da madrugada. E rapidinho ele passou a loop the looping around my mind, como diz o Alex Turner na música She's Thunderstorms, e que significa algo como "girando dentro na minha cabeça."

Cada vez que eu o via, a certeza que eu não queria só amizade, aumentava. Nossas conversas foram ficando cada vez mais claras que um estava querendo o outro e quando me dei conta a mão dele estava dentro da minha blusa.

Além da namorada, tinha um outro problema: ele não era daqui e estava prestes a ir embora. No começo achei que eu poderia só curtir o momento sem me envolver, mas não foi isso que aconteceu.

Quando percebi que eu tinha estragado o plano, criei uma esperança - que toda mulher tonta cria quando se apaixona - lá no fundo eu achava que as mensagens fofas, as ligações no meio da madrugada, as olhadas que ele dava, quando me via perto de outro cara, realmente significavam alguma coisa.

E que, sei lá, né? Apesar de todos os obstáculos, e se os romances de filmes realmente existissem?

Mas não, de repente alguém bate o telefone na minha cara e o Cazé diz "NA CARA, NA CARA, NA CARA" - quem lembra do Cazé levando uns cortes por telefone naquele programa da MTV? Clique aqui para ver.  Foi assim que me senti, quando percebi que o sentimento não era recíproco.

Sim, eu estava ciente do que estava acontecendo, eu sei que ele era encrenca. Deixei acontecer, deixei me envolver. Agora o que me resta é escutar músicas de madrugada e me identificar com todas até esse sentimento sumir por completo. Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, se apaixonar é uma bela duma merda!

Um comentário:

  1. Se apaixonar "pela pessoa errada e indisponível" é uma merda. Já pensou que às vezes isso pode ser incosciente até... tipo, só vou me atrair por quem não está disponível, assim não há chances para a coisa evoluir. Um dia vc vai ver como é bom Mari! =)

    ResponderExcluir

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Se apaixonar é uma bela duma merda.

Eu estava longe, viajando por ai, deitada numa cama, num quarto de um albergue barato, quando recebi a seguinte mensagem no celular "Mari, conheci um AMIGO DO MEU NAMORADO que combina demais com você, quando você volta pro Brasil mesmo?" Eu levei na brincadeira e respondi "Opa, pegação me esperando no Brasil?" mas na verdade não dei muita atenção.

Algum tempo depois, numa tarde de sábado num bar em São Paulo, ELE APARECE.

Numa maldita hora, que eu já tinha bebido três CAIPIRINHAS e minha visão estava turva e meus sentidos alterados. Mas isso não impediu que meu cérebro enviasse uma mensagem ao meu sexto sentido dizendo "A sua amiga tinha razão".

Mas não era tão simples quanto parecia. Havia um pequeno detalhe, um detalhe que estava a quilômetros e quilômetros de distância. Ele tinha NAMORADA, e ela morava muito longe, longe o suficiente para permitir que eu e ele ficássemos muito próximos.

Começou com uma solicitação de amizade no Facebook, então evoluiu para conversas inbox que duravam horas, que evoluiu para mensagens no Whatsapp de "Como foi seu dia?", que evoluíram para ligações no meio da madrugada. E rapidinho ele passou a loop the looping around my mind, como diz o Alex Turner na música She's Thunderstorms, e que significa algo como "girando dentro na minha cabeça."

Cada vez que eu o via, a certeza que eu não queria só amizade, aumentava. Nossas conversas foram ficando cada vez mais claras que um estava querendo o outro e quando me dei conta a mão dele estava dentro da minha blusa.

Além da namorada, tinha um outro problema: ele não era daqui e estava prestes a ir embora. No começo achei que eu poderia só curtir o momento sem me envolver, mas não foi isso que aconteceu.

Quando percebi que eu tinha estragado o plano, criei uma esperança - que toda mulher tonta cria quando se apaixona - lá no fundo eu achava que as mensagens fofas, as ligações no meio da madrugada, as olhadas que ele dava, quando me via perto de outro cara, realmente significavam alguma coisa.

E que, sei lá, né? Apesar de todos os obstáculos, e se os romances de filmes realmente existissem?

Mas não, de repente alguém bate o telefone na minha cara e o Cazé diz "NA CARA, NA CARA, NA CARA" - quem lembra do Cazé levando uns cortes por telefone naquele programa da MTV? Clique aqui para ver.  Foi assim que me senti, quando percebi que o sentimento não era recíproco.

Sim, eu estava ciente do que estava acontecendo, eu sei que ele era encrenca. Deixei acontecer, deixei me envolver. Agora o que me resta é escutar músicas de madrugada e me identificar com todas até esse sentimento sumir por completo. Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, se apaixonar é uma bela duma merda!

Um comentário:

  1. Se apaixonar "pela pessoa errada e indisponível" é uma merda. Já pensou que às vezes isso pode ser incosciente até... tipo, só vou me atrair por quem não está disponível, assim não há chances para a coisa evoluir. Um dia vc vai ver como é bom Mari! =)

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado