domingo, 14 de dezembro de 2014

Mochilão Europa: Lisboa

Olá galera,

Apesar de atrasada, ando atualizando mais o canal do youtube do que o blog. Mas nesse final de semana, metade de Dezembro, domingão ensolarado em São Paulo, eu não tenho nada pra fazer, por isso, vim atualizar isso aqui.

O último vídeo que postei no youtube foi sobre Lisboa.

Depois de percorrer 13 cidades, finalmente essa foi a minha última parada da maratona pela Europa.

Eu AMEI essa cidade, eu moraria, sem dúvida.

Lisboa tem três mil anos de existência, morros e mais morros, arquitetura belíssima, pontes maravilhosas, monumentos dedicados às conquistas portuguesas e claro, homens lindos hehehe!

Além de tudo, é um lugar barato. Portugal não deve ser deixado de lado se você está pensando em fazer um mochilão europeu.

Então segue algumas fotos e o vídeo. Espero que vocês gostem.


Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge
No trem, indo de Porto para Lisboa.

Castelo de São Jorge
                                               
 

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O meu dia a dia no BraZil | Vlog

Oh vida difícil no Brasil, viu!!!

Como andam as coisas depois da minha temporada de viagens pelo mundo?

Confira a minha vida real no Brasil no vídeo abaixo.


Enjoy :)




sábado, 6 de setembro de 2014

Mochilão Europa | Amsterdam

Olá galera, 

Finalmente uma atualização nesse blog. Segue um vídeo novo sobre Amsterdam. 

Acho que todo mundo tem curiosidade de conhecer essa cidade tão famosa pelas suas leis liberais.

A prostituição e a maconha são legalizadas, mas se você pensa que por causa disso é uma bagunça, não é não.

Muito pelo contrário, é uma cidade como as outras, que possui características interessantíssimas. 

Me diverti muito na minha estadia por lá. Fiquei num hostel muito bacana, chamado The Flying Pig Downtown. Apesar de viajar sozinha, conheci muita gente e por incrível que pareça, na mesma noite que cheguei já fiz amizade na recepção e arrumei uma galera pra dar um rolê pela Red Light District na mesma hora. 

Eu fiquei tanto tempo em Amsterdam que já estava me sentindo em casa. A única coisa que não tive coragem de fazer foi alugar uma bike e sair pedalando como se fosse uma local, o trânsito é tão maluco que fiquei com medo de ser atropelada... por outra bike. (hehehe)


Confira no link abaixo como foi a minha estadia lá.























terça-feira, 5 de agosto de 2014

Se apaixonar é uma bela duma merda.

Eu estava longe, viajando por ai, deitada numa cama, num quarto de um albergue barato, quando recebi a seguinte mensagem no celular "Mari, conheci um AMIGO DO MEU NAMORADO que combina demais com você, quando você volta pro Brasil mesmo?" Eu levei na brincadeira e respondi "Opa, pegação me esperando no Brasil?" mas na verdade não dei muita atenção.

Algum tempo depois, numa tarde de sábado num bar em São Paulo, ELE APARECE.

Numa maldita hora, que eu já tinha bebido três CAIPIRINHAS e minha visão estava turva e meus sentidos alterados. Mas isso não impediu que meu cérebro enviasse uma mensagem ao meu sexto sentido dizendo "A sua amiga tinha razão".

Mas não era tão simples quanto parecia. Havia um pequeno detalhe, um detalhe que estava a quilômetros e quilômetros de distância. Ele tinha NAMORADA, e ela morava muito longe, longe o suficiente para permitir que eu e ele ficássemos muito próximos.

Começou com uma solicitação de amizade no Facebook, então evoluiu para conversas inbox que duravam horas, que evoluiu para mensagens no Whatsapp de "Como foi seu dia?", que evoluíram para ligações no meio da madrugada. E rapidinho ele passou a loop the looping around my mind, como diz o Alex Turner na música She's Thunderstorms, e que significa algo como "girando dentro na minha cabeça."

Cada vez que eu o via, a certeza que eu não queria só amizade, aumentava. Nossas conversas foram ficando cada vez mais claras que um estava querendo o outro e quando me dei conta a mão dele estava dentro da minha blusa.

Além da namorada, tinha um outro problema: ele não era daqui e estava prestes a ir embora. No começo achei que eu poderia só curtir o momento sem me envolver, mas não foi isso que aconteceu.

Quando percebi que eu tinha estragado o plano, criei uma esperança - que toda mulher tonta cria quando se apaixona - lá no fundo eu achava que as mensagens fofas, as ligações no meio da madrugada, as olhadas que ele dava, quando me via perto de outro cara, realmente significavam alguma coisa.

E que, sei lá, né? Apesar de todos os obstáculos, e se os romances de filmes realmente existissem?

Mas não, de repente alguém bate o telefone na minha cara e o Cazé diz "NA CARA, NA CARA, NA CARA" - quem lembra do Cazé levando uns cortes por telefone naquele programa da MTV? Clique aqui para ver.  Foi assim que me senti, quando percebi que o sentimento não era recíproco.

Sim, eu estava ciente do que estava acontecendo, eu sei que ele era encrenca. Deixei acontecer, deixei me envolver. Agora o que me resta é escutar músicas de madrugada e me identificar com todas até esse sentimento sumir por completo. Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, se apaixonar é uma bela duma merda!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Como eu curti a Copa no Brasil | Vlog

Antes da Copa, foi o maior alvoroço sobre: vai ter Copa, não vai ter Copa! Muitos protestos foram realizados, muitas discussões entre pessoas que concordavam com a Copa e pessoas que não concordavam.

O motivo: como pode um país precisando de tantas outras coisas como hospitais e escolas pode sediar um evento tão importante como o Mundial?

Foram meses e meses de compartilhamento de matérias, vídeos polêmicos de repórteres que fala mais do que devia, postagens de pensamentos filosóficos e políticos etc e tal.  Notícias verdadeiras ou falsas? Não importa, o que importava era compartilhar e colocar a hashtag "ForaDilma".

Querendo os brasileiros ou não, a Copa aconteceu. E o que restou foi curtir. Confira no vídeo abaixo como foi a minha Copa.

Enjoy.



sexta-feira, 11 de julho de 2014

Mochilão Europa Compilação | Vlog

Foi um continente onde percorri nove países e quinze cidades dentro de sete semanas. Uma das viagens mais marcantes da minha vida, que me trouxe muito conhecimento.

O passei, as pessoas que maravilhosas que conheci, as comidas que experimentei, os lugares históricos que visitei, os banhos frios, as noites chuvosas, as ressacas do dia seguinte, a dor nos ombros de tanto carregar malas e os amores de férias.

Tudo que vivi nesse mochilão pela Europa vai ficar pra sempre gravado no meu coração e na minha memória como uma das experiências mais emocionantes que já vivi. Toda vez que me vejo uma foto ou um vídeo dessa viagem meus olhos se enchem de lágrimas.

Vou sentir saudades dessa aventura, mas sei que muitas outras estão por vir! Esse mundão tem muito mais ainda.


Confira no vídeo abaixo um resumo da minha viagem:





segunda-feira, 7 de julho de 2014

Mulheres e homens chatos (Geração Mimimi) Vlog

Recentemente dois textos andaram circulando as redes sociais e causaram uma polêmica, eu diria, uma polêmica chata bagarai.

Um dos textos fala que as mulheres de hoje são independentes e que são incompreendidas pelos homens, que, segundo o texto, não estão preparados para aceitar essa nova geração de mulheres.


O outro, critica o primeiro texto pois diz que as mulheres solteiras são encalhadas porque são chatas.

Eu sempre tento avaliar os dois lados da história, e sei que existe sim homens machistas por ai, que acham um absurdo uma mulher querer assumir papeis supostamente direcionados para homens. BUT também sei que existem mulheres solteiras que querem encontrar o príncipe do cavalo branco desesperadamente e não encontram, porque bem… são chatas.

Apesar da minha preferência cair mais pro lado do primeiro texto (afinal de contas, sou solteira e não sou chata, vá se fudê) eu achei que os dois textos defendem muito o seu lado sem levar em consideração os argumentos da oposição.

Por isso resolvi tirar um sarro do monte de gente que ficou discutindo sem chegar em conclusão alguma e ofendendo uns aos outros.

Confira no meu canal no youtube:

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Mochilão Europa | Berlim

Berlim foi a sexta cidade que passei durante o mochilão pela Europa. E foi sem dúvida uma das minhas favoritas.

É uma cidade impressionante e cheia de história. Tem tanta coisa pra fazer, museus, praças, parques, restaurantes, jardins de cerveja (sim, uma espécie de restaurante dentro dos parques para que a galera possa apreciar as maravilhosas cervejas alemãs).

A noite de Berlim é mágica, tem de tudo e para todos. É considerada uma das melhores da Europa.

Resumindo, a cidade que já foi cenário de conflitos absurdos, hoje é um ponto turístico imperdível para quem visita a Europa.

Confiram no vídeo como foi a minha experiência por lá.




quarta-feira, 4 de junho de 2014

Show do Arctic Monkeys em Milwaukee, psicopata e fantasmas, hã?

Vi a notícia que as datas dos shows do Arctic Monkeys foram confirmadas no Brasil e eu lembrei do show deles que assisti em Milwalkee, nos Estados Unidos, que nunca contei aqui no blog. Foi o rolê pra ver um show mais bizarro que eu já fiz na minha vida.

Em Dezembro do ano passado, eu morava na Virgínia e já havia assistido um show deles dois meses antes em Nova Iorque, mas resolvi percorrer 1.300 km para ver outro, Porquê? Bom, fã é fã!

No dia do show, sai de casa muito cedo, fui capotando por cima dos montes de neve que tomavam conta das calçadas, até chegar  no ponto de ônibus que me levaria ao aeroporto. Cheguei em Milwaukee mais ou menos meio dia, o show era às 7 da noite. Tava um frio da porra! Peguei um taxi até o hotel.


O hotel chamava Ambassador, 4 estrelas, o John F. Kennedy e os Beatles já estiveram lá. Fiquei toda idiota quando vi aquele hotel, o quarto era massa, frigobar cheio de bebidas, uma cama enorme, tv a cabo personalizada com meu nome e tudo. Pra mim, que só fico em albergue, aquilo era um paraíso.

Deixei as coisas no quarto e fui comprar algo pra comer, quando percebi que a casa onde ia acontecer o show era literalmente do outro lado da rua. Eu estava mega empolgada. Quando cheguei de volta no hotel, um amigo me mandou uma mensagem dizendo que naquele hotel havia acontecido um assassinato e era assombrado por isso.

Em 1987 um psicopata sádico sexual, matou sua segunda vítima num quarto daquele hotel e quando ele me falou o nome do cara - Jeffrey Dohmer - eu lembrei que já tinha visto um documentário a respeito. Ele matou vários homens, fazia sexo com os cadáveres e pra completar: os comia. Ele foi preso e acabou morto na prisão. O cara era muito pirado.

Na hora fiquei em pânico, mas me concentrei no show que eu estava prestes a ir e procurei não saber em qual quarto aconteceu. Comecei a me arrumar e não parava de pensar no canibal maluco. Liguei a TV na MTV, peguei duas garrafinhas de Grey Goose e uma de Jack Daniel's, bebi tudo misturado com refrigerante. Esqueci a história do psicopata rapidinho.

Sai do quarto muito feliz por causa da bebida e porque estava prestes a ver o Alex Turner soltando a voz ao vivo. No lobby, um cara me parou e disse "Oi, tudo bem?" eu respondi por educação e o cara já emendou "Vc tá indo embora?" e eu respondi que sim, e ele disse "Vamos sair comigo, eu tenho dinheiro". WHAT?. Dei uma risadinha sem graça e disse "Sorry, preciso ir". Se ele era o espírito encarnado do pscicopata, eu que não queria saber!


Cheguei no show, havia comprado ingresso para o balcão, fiz amizade com um casal que estava ao meu lado, ficamos conversando e bebendo marguerita. Resolvi descer pra comprar uma camiseta da banda, eu já estava bem bêbada, e fui contando que eu estava hospedada num hotel onde aconteceu um assassinato pra todo mundo que olhava pra minha cara.

Finalmente, com a minha linda camiseta em mãos que dizia "Why'd you only call me when you're high" (Pq vc só me liga qdo está bem louco?), voltei para o meu lugar, e minutos depois o show começou.

Eles abriram com "Do I wanna know", e os efeitos do começo da música começam antes mesmo deles entrarem no palco, e quando a bateria finalmente começou a banda toda entrou e foi a maior gritaria. Eu gritei que nem uma louca, eu estava vendo três Alex no palco. O show foi muito foda, sai até suando de tanto que eu pulei, dancei e gritei junto com o casal que eu conheci.

Voltei pro hotel, comi uns salgadinhos que havia deixado lá e deitei na cama de roupa e tudo. Deixei uma luz acesa, porque estava bêbada mas sã o suficiente para lembrar que poderia aparecer um fantasma a qualquer momento. No meio da noite acordei pra vomitar, dormi super mal, por conta das bebidas.

Claro que nada me aconteceu e nenhum fantasma apareceu pra me assombrar. Na manhã seguinte, fiz check out e chamei uma shuttle pra me levar pro aeroporto - eu já voltaria pra Virgínia - estava nevando muito. Enquanto eu esperava a shuttle, fui no google pesquisar qual foi o quarto que aconteceu a matança e achei uma página dizendo que foi o quarto 507. Ufa, porque meu quarto era 200 e alguma coisa.

Pretendo ir ao show deles aqui no Brasil em Novembro, mas espero que dessa vez eu não me depare com histórias de fantasmas e psicopatas ou outra bizarrice qualquer.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Vlog | Mochilão Europa: Londres

Eae galera! Tudo bem?

Londres foi uma das minhas cidades favoritas, confiram no meu canal do youtube o vídeo que fiz durante a minha passagem por lá.




Obrigada por assistir. :)

sexta-feira, 25 de abril de 2014

VLOG | Mochilão Europa: Dublin.


Da série "Mochilão Europa"... Dublin é demais! Veja como foi passar o feriado do St. Patrick's Day na terra oficial do São Patrício!




Obrigada por assistir.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Mochilão pela Europa: Sinal de Vida!

Eae Galera! Tudo bem?

Não é a minha intenção abandonar o blog, nem o vlog, mas essa viagem está muito louca e eu não consigo parar quieta e escrever alguma coisa que preste ou editar um vídeo! Mil desculpas.

PS para os desavisados: estou fazendo um mochilão por dois meses pela Europa.

Para não abandonar de vez, vim resumir o que anda acontecendo na minha viagem…

De Washington,DC peguei um avião direto para Londres. Amei demais! Cidade grande, linda, bem organizada, fácil para turistas, metrô fácil de usar, muita coisa legal pra fazer tanto de dia quanto a noite, pessoas bonitas (principalmente os homens).


De Londres voei para Dublin. Tenho uma prima que mora lá e fiquei na casa dela. Curti muito a cidade (não tanto quanto Londres) mas Dublin também tem seu charme. Menor que Londres, clima cinza na maioria dos dias (mas eu tive sorte e até que peguei uns dias de sol). Curti muito a noite, peguei o feriado do St. Patrick's Day, então teve muitas festas.


Depois de Dublin voei para Paris. Realmente uma cidade romântica e muito charmosa. Muito grande, diversas coisas para fazer, incríveis museus, arquitetura maravilhosa, praças, catedrais é tudo muito lindo e mágico. Achei muito curioso como a cidade fede, principalmente dentro do metro. Eca!


De Paris peguei um trem para Bruxelas. O hostel era ótimo, parecia um hotel caro. A cidade em si é muito bonitinha, não tem muitas atrações turísticas mas a cidade é cheia de lugares bonitos e perfeitos para tirar fotos excelentes. Cerveja e chocolate é o forte da cidade. Tomei uma cerveja muito boa que contia 8% de álcool, vc fica tonta com um copo só.



Depois fui de trem para Amsterdam, a cidade que vc entra literalmente numa nuvem de fumaça de maconha vinda dos coffee shops ou até mesmo na rua. O clima da cidade é incrível, cada um na sua, crianças brincando de um lado, jovens fumando do outro e na Red Light District as putas fazem seu trabalho sem o menor problema. A visita à casa da Anne Frank me emocionou bastante.


Berlim: Gostei muito, quase amei como Londres, mas Londres ainda tá na frente. A história da cidade/país (Alemanha) é incrível. Nos lugares como o memorial do Holocausto e o campo de concentração de Sachsenhausen que eu fui foram emocionantes. A vida noturna é demais, a cidade oferece muitas atrações também de dia e os tours (walking tour e campo de concentração) foram maravilhosos.

Zurique: fui visitar familiares, foi incrível rever minhas tias e primos que eu não via à anos, e uma priminha que eu nem conhecia. Zurique é linda! Super limpa, organizada, chique. Muita gente bonita também, quer dizer, não reparei nas mulheres, só pra avisar!


Depois peguei um trem para Saint Raphael, na Riviera Francesa, onde uma amiga mora. E aqui estou, escrevendo esse post super hiper ultra resumido pra vcs. Ainda tenho mais algumas cidades para conhecer, aqui na França, na Espanha e em Portugal.

Eu sei que vcs querem saber mais detalhes (especialmente das aventuras/pegação hahaha), mas pode deixar que vou postar mais quando eu tiver tempo, por enquanto é isso galera!!!

Valeu. Beijos









terça-feira, 4 de março de 2014

VLOG! Inverno na Virgínia (Os perrengues da neve)


Eae Galera!!!

O frio na Vírginia (área próxima da capital americana Washington, DC) é rigoroso, pode chegar a temperaturas em torno dos -15 graus celcius. Durante o todo inverno neva, algumas vezes bem pouco, não atrapalhando a locomoção das pessoas, mas às vezes, acontecem tempestades que acumulam neve nas ruas atrasando o trânsito, fechando as escolas, e dependendo do tanto de neve acumulado, as pessoas ficam dias presas em casa, sem poder sair pra longe. Eu particularmente odeio!






Confiram o vídeo abaixo:


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

VLOG! Brazil, Rio, Carnival




Eae galera! Vídeo novo na parada


Vc já ouviu alguma idiotice de um gringo quando falou que era brasileiro (a)? Confiram algumas pérolas que eu e conhecidos já ouviram por ai.



segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Adeus aos meus vinte e poucos anos.


Se eu pudesse voltar no tempo eu mudaria algumas coisas. Na adolescência, por exemplo, eu teria usado mais shorts curto e teria tido menos vergonha das minhas pernas finas. Apesar disso, fiz uma breve retrospectiva da minha fase juvenil e percebi que até que ela foi bem vivida.

Aos 15 anos: essa idade é mágica, para as meninas principalmente. Dizem que é quando a menina vira mulher, mas na verdade não vira nada. Meninas de 15 anos ganham apenas o direito de brigar com quem as chamam de criança, porque agora é oficial, elas são adolescentes descobrindo a malícia da vida adulta. Eu não tive uma festa de debutante, nem quis. Meu sonho nunca foi colocar um vestido cheio de rococó e dançar no meio de quinze casais com roupas iguais. Nessa idade eu era tão tímida que jamais convidaria um menino para ser meu par na minha festa.

Eu fui uma adolescente insegura e não tinha maturidade suficiente para encarar a crueldade do mundo, como todo mundo nessa idade. Sofri bullying na escola por ser magricela, não era popular e era tímida. Nunca cheguei ao ponto de ter pensamentos suicidas nem nada disso, mas eu me afastava e preferia estar sozinha do que interagindo com os outros adolescentes da escola.

Aos 18: Essa é aquela idade que você não vê a hora de completar pra sair bebendo, entrar na balada, dirigir, fazer tatuagem. Ou simplesmente fazer qualquer coisa que seus pais sempre proibiram. Foi só  nessa fase que eu comecei a perder a timidez, sair mais com meus amigos e fazer coisas idiotas que pessoas de 18 anos fazem. 

E então chegaram os vinte e poucos anos. É a fase que começamos a conquistar algumas coisas e nos preparar para a vida adulta. É a fase da faculdade, de investir em uma carreira. É geralmente quando ganhamos ou compramos o primeiro carro e também quando quebramos a cara com o amor. Eu não curti a fase adolescente, em compensação, meus vinte e poucos anos...

Eu namorei, fui solteira, me formei na faculdade, comprei meu primeiro carro, fiz tatuagem, fiz intercâmbio, descobri a profissão que amo - dar aula - e o meu hobby favorito - escrever. Conheci muitas pessoas, viajei para outros países, conheci outras culturas, aprendi a falar outras línguas, me conformei que sou magrela e não gostosa, tomei vários porres, achei que tinha encontrado o cara certo várias vezes.

Quando você tem vinte e poucos anos um monte de coisas acontecem, muitas descobertas, conquistas e decepções. Você já é maduro o suficiente para enfrentar crueldades do mundo e certas responsabilidades são impostas, mas ao mesmo tempo, tudo bem pedir que seus pais livrem sua barra de alguma encrenca que você se meteu, tudo bem ser um pouco imaturo, um pouco bobo.

                        

Agora fazer 30 anos não é como fazer qualquer outra idade. Nessa fase as pessoas esperam que você seja sério (a), responsável, adulto (a), bem sucedido (a), completamente maduro (a). Você não tem mais desculpas, se você não tem tudo que as pessoas acham que você deve ter aos 30, você é um fracasso. "Mari, você não tem um namorado? Vai ficar pra titia heim!" 

Eu sinceramente não me importo com o que eu deveria ser ou ter aos 30 anos, se eu deveria ser casada, ter filhos e possuir um cargo de gerente. Eu tenho certeza que amadureci muito (na foto abaixo dá pra perceber hahaha), não há nada melhor do que amadurecer e se sentir bem consigo, conquistei muitas coisas e sou muito satisfeita com a pessoa que sou e tudo que fiz até hoje. E estou pronta! Vida, pode mandar "os trintão"!


Da esq. para dir. 12, 16, 20 e 27 anos

sábado, 25 de janeiro de 2014

Como planejar um mochilão?

Planejar um mochilão sem contar com a ajuda de uma agência de turismo dá um trabalhão danado. Exige tempo, dedicação e organização. Tem que pensar nos mínimos detalhes, fazer muitas contas, ler muito, fuçar na internet, pedir dicas para conhecidos que já foram e por ai vai.

Eu nunca comprei pacotes de viagens em agência, todas as viagens que fiz foi planejado por mim ou com a ajuda de amigas. Em todas as viagens aconteceu algo que não estava planejado, mas quanto mais você viaja menos erros vai cometer. 

Uma coisa que eu aprendi é que eventualidades sempre vão acontecer, então é preciso pensar numa verba um pouco a mais do que você acha que vai gastar.

Por exemplo, a primeira vez que fui pra Miami, só percebi que o aeroporto era puta longe do hostel quando eu cheguei lá, e eu não tinha dinheiro para pagar o taxi. Em Cusco, me deu uma diarréia maldita, e eu não tinha levado remédio e acabei gastando em torno de 50 reais para comprar.

Apesar de ser trabalhoso, planejar sua própria viagem tem suas vantagens. Você pode comprar as coisas aos poucos, primeiro as passagens de avião, depois - se for o caso - as passagens de trem. Dai, quando você estiver mais sossegado (a) de grana, pode reservar os hostels etc.

Você pode fazer o que bem entender, fazer os tours e ir aos lugares que você mais tem interesse, ou se um dia estiver muito cansado (a), pode tirar pra ficar só de boa no hostel, coisa que você não consegue na maioria dos pacotes das agências, porque tem que seguir o roteiro deles e ir nos tours que eles oferecem e nos horários deles.

Também, quando você começa a pesquisar, você aprende muito sobre os países e as cidades que vai visitar,  e começa a ficar divertido. Quanto mais você pesquisa e planeja, mais coisas interessantes você descobre.

Então vamos as dicas de como planejar o seu mochilão:

1.) Compre um caderno: nele anote seu roteiro, endereço dos hostels, horário dos voos/trens, lugares que vai visitar, dicas que leu ou alguém te falou, ou seja, tudo. 

2.) Pegar um mapa e se localizar: reparar na distância entre as cidades que você quer passar, assim você vai poder montar um roteiro que faça sentido sem fazer zig-zags desnecessários. Exemplo, no meu roteiro para a Europa (que irei em breve) começarei em Londres e por último passarei em Lisboa (de cima pra baixo).


Mapa colado no caderno
3.) Meios de transporte: Você vai viajar como? Avião, trem, ônibus, carro, barco ou todos? Pesquise qual é a melhor forma de se locomover de uma cidade para outra. 

4.) Levantar os valores de locomoção: Quanto você vai gastar para se locomover indo de uma cidade pra outra (preço do trem, ônibus, avião e também o translado aeroporto - hostel vice e versa). Se você começou a planejar com bastante antecedência, procure saber também quanto custa o metrô e o ônibus em cada cidade que você vai visitar.

Sabendo já tudo sobre as distâncias entre os locais e quais meios de transporte você pode usar, é hora de fechar seu roteiro. 

5-) Quantos dias?: Agora, você vai decidir quantos dias em cada lugar vai ficar. Pra tirar a dúvida, pergunte pra amigos que já foram ou pesquise em blogs, vlogs, fóruns e grupos no facebook. Quem já foi saberá te dizer se a cidade em questão tem muito ou pouco para fazer e ver.

6-) Decidir datas: Faça uma tabelinha e coloque o nome das cidades e as datas de chegada e partida. Leve em consideração as datas de locomoção, geralmente no dia que você chega e no dia que vai embora, você não consegue fazer muita coisa, então não conte em fazer um tour ou qualquer atividade muito longa nessas datas, porque você não vai conseguir.


PS: datas cobertas pq ainda não fui

7-) Comprar a passagem principal: Aquela - provavelmente de avião -  que te levará do Brasil (ou wherever onde você estiver) até seu primeiro destino. Compre com antecedência, o mais cedo possível. Deixar pra última hora sai caro, experiência própria. Fora que você terá tempo pra parcelar e terminar de pagar até mesmo antes de comprar outras coisas da viagem. E se você pagar à vista, terá um tempão pra juntar mais grana.

7-) Comprar as outras passagens. Trem ou avião? (se o seu mochilão for para a Europa): Pelas minhas pesquisas, viajar de trem ou avião dentro da Europa, os gastos seriam praticamente os mesmos. Existem muitas cias aréas low cost que tem passagens muito baratas. Só que tem dois poréns. 1-) o aeroporto é sempre longe de tudo, e você pode acabar gastando mais com o translado do que com a própria passagem. 2-) As passagens baratas só permitem que você leve uma mala carry-on (aquela pequena que pode levar dentro do avião), se você tiver uma mala maior, tem que pagar uma taxa para despacha-la.

De trem é mais demorado, claro, então veja qual é a distância entre as cidades.  E como eu citei no item 6, se você usar o trem, terá que pensar redobrado sobre os dias de locomoção entre as cidades.


8-) Ler sobre os lugares: Nesse ponto, você já tem passagem comprada, já sabe quantos dias vai ficar viajando. Então chegou a hora divertida do planejamento. Comece a ler tudo sobre as cidades, o que tem pra fazer e ver por lá. Claro que você já vai ter uma idéia por cima das principais atrações, afinal, você escolhe seu destino porque tem algum interesse lá. Mas é necessário ler mais a respeito, exemplo, em Londres eu ficarei 5 dias, e já estava achando que ia conseguir ver a cidade inteira, mas Londres é como Nova Iorque, você tem que ir mais de uma vez (ou ficar um mês) para poder apreciar a cidade toda, então não adianta pensar em 300 coisas, porque não vai dar tempo.

9-) Comprar ingressos das atrações: Eu não acho necessário comprar todos os ingressos de tour e atrações com antecedência. Salvo se você planeja ir em alguma atração que é muito famosa, sempre lotada e com filas. Dai eu aconselho que você compre antes pela internet. Quando fui para San Francisco, não comprei ingresso para ir ao Alcatraz, quando cheguei lá só tinha ingresso disponível para 15 dias depois, e eu já teria ido embora. Reserve grana para essas atrações, é muito chato chegar lá e deixar de ir num lugar muito legal porque você não tem grana para o ingresso.


10-) Dia-a-dia: Faça outra tabela para cada cidade, inclua os dias que você vai estar por lá e anote o que pretende fazer. Não precisa ser exato, e você pode mudar o roteiro na hora, mas é só pra você ter uma idéia do que vai conseguir fazer em cada dia.



  

11-) Grana: depois de pesquisar sobre cada cidade e suas atrações, você já vai ter uma noção de quanto vai gastar por dia. Pense que além dos passeios, você terá que comer e comprar souvenirs (claro!). E, como eu citei no começo do texto, lembre das eventualidades.


Abaixo segue alguns links úteis:



  • Site Mochileiros.com : Esse site é ótimo pra tudo. É um fórum. Pra quem vai mochilar, navegar por esse site é praticamente uma obrigação.
  • Tripadvisor: muito bom também. E se você tem smartphone, baixe o app dele, você pode salvar uma lista das atrações que mais gostar.
  • About.com: muitas dicas de lugares, transporte, tudo.
  • Lugar Incomum: sabe aquele programa da Didi no Multishow? Visite o site também.
  • Vai pra onde? : também um programa na Multishow, com o Bruno de Luca.
  • Hostelworld.com: site para reserver hostels pelo mundo.
  • Skyscanner.com: site bom para achar voos em cia de low cost.
  • Eurail.com: passagens de trem pela Europa
Existem também vários apps sobre viagens para smartphones, nesse blog AQUI tem dicas de alguns.

Entre também em grupos de mochileiros no Facebook, tem muitos, é só digitar no campo de pesquisa que você vai achar milhares de páginas e grupos.

É isso ae, relatarei aqui no blog como foi o meu mochilão pela Europa. E boa viagem!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

VLOG : Costumes americanos que deveríamos adotar.



Eae galera! Mais um vídeo com o tema Estados Unidos. Confiram alguns costumes bacanas dos americanos.




Obrigada por assistir. Bjss.

sábado, 11 de janeiro de 2014

VLOG: Curiosidades sobre os Estados Unidos parte III



Eae Galera! Tudo bem?

Finalmente consegui editar um vídeo novo. Confiram a parte 3 da série "Curiosidades".




Obrigada por assistir. Bjss.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

2014 já começou… e quais são os planos?

Todo ano a gente pensa em mil coisas que gostaria de fazer e então começam as promessas. Mas uma coisa é verdade: vc só vai cumprir uma promessa se quiser do fundo do coração.

Se eu fosse seguir o senso comum, esse ano eu teria que sossegar o faixo no Brasil, arrumar um emprego de verdade, um namorado e começar a pensar que nem um adulto. Afinal de contas em 2014 eu faço 30 anos, e já tá na hora de crescer. Eu não sei ainda se estou pronta pra isso - sei que em breve estarei e talvez ainda esse ano eu vire gente grande - mas não agora, porque tenho outros planos.

O ano passado eu voltei pros Estados Unidos para estudar, mas no fundo eu já estava planejando visitar a Europa depois que meus estudos acabassem. Eu pensei que eu ficaria até mais tempo nos Estados Unidos, mas acabou não dando certo e resolvi ficar só um ano, portanto, em breve deixarei a América e parto para um mochilão pela Europa.

Que eu tenho espírito de viajante não é novidade, mas viajar custa caro e exige dedicação. Claro que eu gostaria de conhecer todos os países do mundo, mas pra isso, preciso de uma segunda vida. Então já que só tenho uma, conhecer um país de cada continente já seria o máximo, e é o que tentarei fazer. Eu conheço alguns lugares da América do Sul e já morei na América do Norte, e a Europa é o próximo continente que resolvi botar meus pés.

Sempre quis conhecer a Europa, até mais que os Estados Unidos - não que tenha sido ruím morar nos Estados Unidos - mas não sei que raio eu vim parar na América e não em algum país da Europa. Faz tempo que eu quero ir pra lá e finalmente em 2014 vou cumprir mais uma meta de viagem: Europe, here I go!

Essa viagem vai ser meio maluca, digo isso porque planejo ficar dois meses e passar por 13 cidades e pra falar a verdade, não sei se meu dinheiro vai dar, mas vamos ver no que vai dar. Se precisar, eu mendigo lá na frente da Torre Eiffel e tá tudo certo.

Voltarei pro Brasil depois desse mochilão e o plano é arrumar um emprego de teacher (de novo), porque é o que eu AMO fazer e também porque agora eu tenho um certificado bad ass e sou foda! (haha)

Não prometi que vou parar de sair de balada, que vou parar de comer porcarias, que vou ler mais livros, que vou comprar um apartamento, porque no fundo a única coisa que quero de verdade, e eu sei que vou cumprir, é continuar viajando. E o que vier, veio.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Mochilão Europa: Lisboa

Olá galera,

Apesar de atrasada, ando atualizando mais o canal do youtube do que o blog. Mas nesse final de semana, metade de Dezembro, domingão ensolarado em São Paulo, eu não tenho nada pra fazer, por isso, vim atualizar isso aqui.

O último vídeo que postei no youtube foi sobre Lisboa.

Depois de percorrer 13 cidades, finalmente essa foi a minha última parada da maratona pela Europa.

Eu AMEI essa cidade, eu moraria, sem dúvida.

Lisboa tem três mil anos de existência, morros e mais morros, arquitetura belíssima, pontes maravilhosas, monumentos dedicados às conquistas portuguesas e claro, homens lindos hehehe!

Além de tudo, é um lugar barato. Portugal não deve ser deixado de lado se você está pensando em fazer um mochilão europeu.

Então segue algumas fotos e o vídeo. Espero que vocês gostem.


Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge
No trem, indo de Porto para Lisboa.

Castelo de São Jorge
                                               
 

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O meu dia a dia no BraZil | Vlog

Oh vida difícil no Brasil, viu!!!

Como andam as coisas depois da minha temporada de viagens pelo mundo?

Confira a minha vida real no Brasil no vídeo abaixo.


Enjoy :)




sábado, 6 de setembro de 2014

Mochilão Europa | Amsterdam

Olá galera, 

Finalmente uma atualização nesse blog. Segue um vídeo novo sobre Amsterdam. 

Acho que todo mundo tem curiosidade de conhecer essa cidade tão famosa pelas suas leis liberais.

A prostituição e a maconha são legalizadas, mas se você pensa que por causa disso é uma bagunça, não é não.

Muito pelo contrário, é uma cidade como as outras, que possui características interessantíssimas. 

Me diverti muito na minha estadia por lá. Fiquei num hostel muito bacana, chamado The Flying Pig Downtown. Apesar de viajar sozinha, conheci muita gente e por incrível que pareça, na mesma noite que cheguei já fiz amizade na recepção e arrumei uma galera pra dar um rolê pela Red Light District na mesma hora. 

Eu fiquei tanto tempo em Amsterdam que já estava me sentindo em casa. A única coisa que não tive coragem de fazer foi alugar uma bike e sair pedalando como se fosse uma local, o trânsito é tão maluco que fiquei com medo de ser atropelada... por outra bike. (hehehe)


Confira no link abaixo como foi a minha estadia lá.























terça-feira, 5 de agosto de 2014

Se apaixonar é uma bela duma merda.

Eu estava longe, viajando por ai, deitada numa cama, num quarto de um albergue barato, quando recebi a seguinte mensagem no celular "Mari, conheci um AMIGO DO MEU NAMORADO que combina demais com você, quando você volta pro Brasil mesmo?" Eu levei na brincadeira e respondi "Opa, pegação me esperando no Brasil?" mas na verdade não dei muita atenção.

Algum tempo depois, numa tarde de sábado num bar em São Paulo, ELE APARECE.

Numa maldita hora, que eu já tinha bebido três CAIPIRINHAS e minha visão estava turva e meus sentidos alterados. Mas isso não impediu que meu cérebro enviasse uma mensagem ao meu sexto sentido dizendo "A sua amiga tinha razão".

Mas não era tão simples quanto parecia. Havia um pequeno detalhe, um detalhe que estava a quilômetros e quilômetros de distância. Ele tinha NAMORADA, e ela morava muito longe, longe o suficiente para permitir que eu e ele ficássemos muito próximos.

Começou com uma solicitação de amizade no Facebook, então evoluiu para conversas inbox que duravam horas, que evoluiu para mensagens no Whatsapp de "Como foi seu dia?", que evoluíram para ligações no meio da madrugada. E rapidinho ele passou a loop the looping around my mind, como diz o Alex Turner na música She's Thunderstorms, e que significa algo como "girando dentro na minha cabeça."

Cada vez que eu o via, a certeza que eu não queria só amizade, aumentava. Nossas conversas foram ficando cada vez mais claras que um estava querendo o outro e quando me dei conta a mão dele estava dentro da minha blusa.

Além da namorada, tinha um outro problema: ele não era daqui e estava prestes a ir embora. No começo achei que eu poderia só curtir o momento sem me envolver, mas não foi isso que aconteceu.

Quando percebi que eu tinha estragado o plano, criei uma esperança - que toda mulher tonta cria quando se apaixona - lá no fundo eu achava que as mensagens fofas, as ligações no meio da madrugada, as olhadas que ele dava, quando me via perto de outro cara, realmente significavam alguma coisa.

E que, sei lá, né? Apesar de todos os obstáculos, e se os romances de filmes realmente existissem?

Mas não, de repente alguém bate o telefone na minha cara e o Cazé diz "NA CARA, NA CARA, NA CARA" - quem lembra do Cazé levando uns cortes por telefone naquele programa da MTV? Clique aqui para ver.  Foi assim que me senti, quando percebi que o sentimento não era recíproco.

Sim, eu estava ciente do que estava acontecendo, eu sei que ele era encrenca. Deixei acontecer, deixei me envolver. Agora o que me resta é escutar músicas de madrugada e me identificar com todas até esse sentimento sumir por completo. Fazia muito tempo que eu não me sentia assim, se apaixonar é uma bela duma merda!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Como eu curti a Copa no Brasil | Vlog

Antes da Copa, foi o maior alvoroço sobre: vai ter Copa, não vai ter Copa! Muitos protestos foram realizados, muitas discussões entre pessoas que concordavam com a Copa e pessoas que não concordavam.

O motivo: como pode um país precisando de tantas outras coisas como hospitais e escolas pode sediar um evento tão importante como o Mundial?

Foram meses e meses de compartilhamento de matérias, vídeos polêmicos de repórteres que fala mais do que devia, postagens de pensamentos filosóficos e políticos etc e tal.  Notícias verdadeiras ou falsas? Não importa, o que importava era compartilhar e colocar a hashtag "ForaDilma".

Querendo os brasileiros ou não, a Copa aconteceu. E o que restou foi curtir. Confira no vídeo abaixo como foi a minha Copa.

Enjoy.



sexta-feira, 11 de julho de 2014

Mochilão Europa Compilação | Vlog

Foi um continente onde percorri nove países e quinze cidades dentro de sete semanas. Uma das viagens mais marcantes da minha vida, que me trouxe muito conhecimento.

O passei, as pessoas que maravilhosas que conheci, as comidas que experimentei, os lugares históricos que visitei, os banhos frios, as noites chuvosas, as ressacas do dia seguinte, a dor nos ombros de tanto carregar malas e os amores de férias.

Tudo que vivi nesse mochilão pela Europa vai ficar pra sempre gravado no meu coração e na minha memória como uma das experiências mais emocionantes que já vivi. Toda vez que me vejo uma foto ou um vídeo dessa viagem meus olhos se enchem de lágrimas.

Vou sentir saudades dessa aventura, mas sei que muitas outras estão por vir! Esse mundão tem muito mais ainda.


Confira no vídeo abaixo um resumo da minha viagem:





segunda-feira, 7 de julho de 2014

Mulheres e homens chatos (Geração Mimimi) Vlog

Recentemente dois textos andaram circulando as redes sociais e causaram uma polêmica, eu diria, uma polêmica chata bagarai.

Um dos textos fala que as mulheres de hoje são independentes e que são incompreendidas pelos homens, que, segundo o texto, não estão preparados para aceitar essa nova geração de mulheres.


O outro, critica o primeiro texto pois diz que as mulheres solteiras são encalhadas porque são chatas.

Eu sempre tento avaliar os dois lados da história, e sei que existe sim homens machistas por ai, que acham um absurdo uma mulher querer assumir papeis supostamente direcionados para homens. BUT também sei que existem mulheres solteiras que querem encontrar o príncipe do cavalo branco desesperadamente e não encontram, porque bem… são chatas.

Apesar da minha preferência cair mais pro lado do primeiro texto (afinal de contas, sou solteira e não sou chata, vá se fudê) eu achei que os dois textos defendem muito o seu lado sem levar em consideração os argumentos da oposição.

Por isso resolvi tirar um sarro do monte de gente que ficou discutindo sem chegar em conclusão alguma e ofendendo uns aos outros.

Confira no meu canal no youtube:

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Mochilão Europa | Berlim

Berlim foi a sexta cidade que passei durante o mochilão pela Europa. E foi sem dúvida uma das minhas favoritas.

É uma cidade impressionante e cheia de história. Tem tanta coisa pra fazer, museus, praças, parques, restaurantes, jardins de cerveja (sim, uma espécie de restaurante dentro dos parques para que a galera possa apreciar as maravilhosas cervejas alemãs).

A noite de Berlim é mágica, tem de tudo e para todos. É considerada uma das melhores da Europa.

Resumindo, a cidade que já foi cenário de conflitos absurdos, hoje é um ponto turístico imperdível para quem visita a Europa.

Confiram no vídeo como foi a minha experiência por lá.




quarta-feira, 4 de junho de 2014

Show do Arctic Monkeys em Milwaukee, psicopata e fantasmas, hã?

Vi a notícia que as datas dos shows do Arctic Monkeys foram confirmadas no Brasil e eu lembrei do show deles que assisti em Milwalkee, nos Estados Unidos, que nunca contei aqui no blog. Foi o rolê pra ver um show mais bizarro que eu já fiz na minha vida.

Em Dezembro do ano passado, eu morava na Virgínia e já havia assistido um show deles dois meses antes em Nova Iorque, mas resolvi percorrer 1.300 km para ver outro, Porquê? Bom, fã é fã!

No dia do show, sai de casa muito cedo, fui capotando por cima dos montes de neve que tomavam conta das calçadas, até chegar  no ponto de ônibus que me levaria ao aeroporto. Cheguei em Milwaukee mais ou menos meio dia, o show era às 7 da noite. Tava um frio da porra! Peguei um taxi até o hotel.


O hotel chamava Ambassador, 4 estrelas, o John F. Kennedy e os Beatles já estiveram lá. Fiquei toda idiota quando vi aquele hotel, o quarto era massa, frigobar cheio de bebidas, uma cama enorme, tv a cabo personalizada com meu nome e tudo. Pra mim, que só fico em albergue, aquilo era um paraíso.

Deixei as coisas no quarto e fui comprar algo pra comer, quando percebi que a casa onde ia acontecer o show era literalmente do outro lado da rua. Eu estava mega empolgada. Quando cheguei de volta no hotel, um amigo me mandou uma mensagem dizendo que naquele hotel havia acontecido um assassinato e era assombrado por isso.

Em 1987 um psicopata sádico sexual, matou sua segunda vítima num quarto daquele hotel e quando ele me falou o nome do cara - Jeffrey Dohmer - eu lembrei que já tinha visto um documentário a respeito. Ele matou vários homens, fazia sexo com os cadáveres e pra completar: os comia. Ele foi preso e acabou morto na prisão. O cara era muito pirado.

Na hora fiquei em pânico, mas me concentrei no show que eu estava prestes a ir e procurei não saber em qual quarto aconteceu. Comecei a me arrumar e não parava de pensar no canibal maluco. Liguei a TV na MTV, peguei duas garrafinhas de Grey Goose e uma de Jack Daniel's, bebi tudo misturado com refrigerante. Esqueci a história do psicopata rapidinho.

Sai do quarto muito feliz por causa da bebida e porque estava prestes a ver o Alex Turner soltando a voz ao vivo. No lobby, um cara me parou e disse "Oi, tudo bem?" eu respondi por educação e o cara já emendou "Vc tá indo embora?" e eu respondi que sim, e ele disse "Vamos sair comigo, eu tenho dinheiro". WHAT?. Dei uma risadinha sem graça e disse "Sorry, preciso ir". Se ele era o espírito encarnado do pscicopata, eu que não queria saber!


Cheguei no show, havia comprado ingresso para o balcão, fiz amizade com um casal que estava ao meu lado, ficamos conversando e bebendo marguerita. Resolvi descer pra comprar uma camiseta da banda, eu já estava bem bêbada, e fui contando que eu estava hospedada num hotel onde aconteceu um assassinato pra todo mundo que olhava pra minha cara.

Finalmente, com a minha linda camiseta em mãos que dizia "Why'd you only call me when you're high" (Pq vc só me liga qdo está bem louco?), voltei para o meu lugar, e minutos depois o show começou.

Eles abriram com "Do I wanna know", e os efeitos do começo da música começam antes mesmo deles entrarem no palco, e quando a bateria finalmente começou a banda toda entrou e foi a maior gritaria. Eu gritei que nem uma louca, eu estava vendo três Alex no palco. O show foi muito foda, sai até suando de tanto que eu pulei, dancei e gritei junto com o casal que eu conheci.

Voltei pro hotel, comi uns salgadinhos que havia deixado lá e deitei na cama de roupa e tudo. Deixei uma luz acesa, porque estava bêbada mas sã o suficiente para lembrar que poderia aparecer um fantasma a qualquer momento. No meio da noite acordei pra vomitar, dormi super mal, por conta das bebidas.

Claro que nada me aconteceu e nenhum fantasma apareceu pra me assombrar. Na manhã seguinte, fiz check out e chamei uma shuttle pra me levar pro aeroporto - eu já voltaria pra Virgínia - estava nevando muito. Enquanto eu esperava a shuttle, fui no google pesquisar qual foi o quarto que aconteceu a matança e achei uma página dizendo que foi o quarto 507. Ufa, porque meu quarto era 200 e alguma coisa.

Pretendo ir ao show deles aqui no Brasil em Novembro, mas espero que dessa vez eu não me depare com histórias de fantasmas e psicopatas ou outra bizarrice qualquer.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Vlog | Mochilão Europa: Londres

Eae galera! Tudo bem?

Londres foi uma das minhas cidades favoritas, confiram no meu canal do youtube o vídeo que fiz durante a minha passagem por lá.




Obrigada por assistir. :)

sexta-feira, 25 de abril de 2014

VLOG | Mochilão Europa: Dublin.


Da série "Mochilão Europa"... Dublin é demais! Veja como foi passar o feriado do St. Patrick's Day na terra oficial do São Patrício!




Obrigada por assistir.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Mochilão pela Europa: Sinal de Vida!

Eae Galera! Tudo bem?

Não é a minha intenção abandonar o blog, nem o vlog, mas essa viagem está muito louca e eu não consigo parar quieta e escrever alguma coisa que preste ou editar um vídeo! Mil desculpas.

PS para os desavisados: estou fazendo um mochilão por dois meses pela Europa.

Para não abandonar de vez, vim resumir o que anda acontecendo na minha viagem…

De Washington,DC peguei um avião direto para Londres. Amei demais! Cidade grande, linda, bem organizada, fácil para turistas, metrô fácil de usar, muita coisa legal pra fazer tanto de dia quanto a noite, pessoas bonitas (principalmente os homens).


De Londres voei para Dublin. Tenho uma prima que mora lá e fiquei na casa dela. Curti muito a cidade (não tanto quanto Londres) mas Dublin também tem seu charme. Menor que Londres, clima cinza na maioria dos dias (mas eu tive sorte e até que peguei uns dias de sol). Curti muito a noite, peguei o feriado do St. Patrick's Day, então teve muitas festas.


Depois de Dublin voei para Paris. Realmente uma cidade romântica e muito charmosa. Muito grande, diversas coisas para fazer, incríveis museus, arquitetura maravilhosa, praças, catedrais é tudo muito lindo e mágico. Achei muito curioso como a cidade fede, principalmente dentro do metro. Eca!


De Paris peguei um trem para Bruxelas. O hostel era ótimo, parecia um hotel caro. A cidade em si é muito bonitinha, não tem muitas atrações turísticas mas a cidade é cheia de lugares bonitos e perfeitos para tirar fotos excelentes. Cerveja e chocolate é o forte da cidade. Tomei uma cerveja muito boa que contia 8% de álcool, vc fica tonta com um copo só.



Depois fui de trem para Amsterdam, a cidade que vc entra literalmente numa nuvem de fumaça de maconha vinda dos coffee shops ou até mesmo na rua. O clima da cidade é incrível, cada um na sua, crianças brincando de um lado, jovens fumando do outro e na Red Light District as putas fazem seu trabalho sem o menor problema. A visita à casa da Anne Frank me emocionou bastante.


Berlim: Gostei muito, quase amei como Londres, mas Londres ainda tá na frente. A história da cidade/país (Alemanha) é incrível. Nos lugares como o memorial do Holocausto e o campo de concentração de Sachsenhausen que eu fui foram emocionantes. A vida noturna é demais, a cidade oferece muitas atrações também de dia e os tours (walking tour e campo de concentração) foram maravilhosos.

Zurique: fui visitar familiares, foi incrível rever minhas tias e primos que eu não via à anos, e uma priminha que eu nem conhecia. Zurique é linda! Super limpa, organizada, chique. Muita gente bonita também, quer dizer, não reparei nas mulheres, só pra avisar!


Depois peguei um trem para Saint Raphael, na Riviera Francesa, onde uma amiga mora. E aqui estou, escrevendo esse post super hiper ultra resumido pra vcs. Ainda tenho mais algumas cidades para conhecer, aqui na França, na Espanha e em Portugal.

Eu sei que vcs querem saber mais detalhes (especialmente das aventuras/pegação hahaha), mas pode deixar que vou postar mais quando eu tiver tempo, por enquanto é isso galera!!!

Valeu. Beijos









terça-feira, 4 de março de 2014

VLOG! Inverno na Virgínia (Os perrengues da neve)


Eae Galera!!!

O frio na Vírginia (área próxima da capital americana Washington, DC) é rigoroso, pode chegar a temperaturas em torno dos -15 graus celcius. Durante o todo inverno neva, algumas vezes bem pouco, não atrapalhando a locomoção das pessoas, mas às vezes, acontecem tempestades que acumulam neve nas ruas atrasando o trânsito, fechando as escolas, e dependendo do tanto de neve acumulado, as pessoas ficam dias presas em casa, sem poder sair pra longe. Eu particularmente odeio!






Confiram o vídeo abaixo:


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

VLOG! Brazil, Rio, Carnival




Eae galera! Vídeo novo na parada


Vc já ouviu alguma idiotice de um gringo quando falou que era brasileiro (a)? Confiram algumas pérolas que eu e conhecidos já ouviram por ai.



segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

VLOG! Papo de bêbado.



Olá galera!

Até que enfim gravei um vídeo novo. Confiram abaixo:





Valeu! Bejios

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Adeus aos meus vinte e poucos anos.


Se eu pudesse voltar no tempo eu mudaria algumas coisas. Na adolescência, por exemplo, eu teria usado mais shorts curto e teria tido menos vergonha das minhas pernas finas. Apesar disso, fiz uma breve retrospectiva da minha fase juvenil e percebi que até que ela foi bem vivida.

Aos 15 anos: essa idade é mágica, para as meninas principalmente. Dizem que é quando a menina vira mulher, mas na verdade não vira nada. Meninas de 15 anos ganham apenas o direito de brigar com quem as chamam de criança, porque agora é oficial, elas são adolescentes descobrindo a malícia da vida adulta. Eu não tive uma festa de debutante, nem quis. Meu sonho nunca foi colocar um vestido cheio de rococó e dançar no meio de quinze casais com roupas iguais. Nessa idade eu era tão tímida que jamais convidaria um menino para ser meu par na minha festa.

Eu fui uma adolescente insegura e não tinha maturidade suficiente para encarar a crueldade do mundo, como todo mundo nessa idade. Sofri bullying na escola por ser magricela, não era popular e era tímida. Nunca cheguei ao ponto de ter pensamentos suicidas nem nada disso, mas eu me afastava e preferia estar sozinha do que interagindo com os outros adolescentes da escola.

Aos 18: Essa é aquela idade que você não vê a hora de completar pra sair bebendo, entrar na balada, dirigir, fazer tatuagem. Ou simplesmente fazer qualquer coisa que seus pais sempre proibiram. Foi só  nessa fase que eu comecei a perder a timidez, sair mais com meus amigos e fazer coisas idiotas que pessoas de 18 anos fazem. 

E então chegaram os vinte e poucos anos. É a fase que começamos a conquistar algumas coisas e nos preparar para a vida adulta. É a fase da faculdade, de investir em uma carreira. É geralmente quando ganhamos ou compramos o primeiro carro e também quando quebramos a cara com o amor. Eu não curti a fase adolescente, em compensação, meus vinte e poucos anos...

Eu namorei, fui solteira, me formei na faculdade, comprei meu primeiro carro, fiz tatuagem, fiz intercâmbio, descobri a profissão que amo - dar aula - e o meu hobby favorito - escrever. Conheci muitas pessoas, viajei para outros países, conheci outras culturas, aprendi a falar outras línguas, me conformei que sou magrela e não gostosa, tomei vários porres, achei que tinha encontrado o cara certo várias vezes.

Quando você tem vinte e poucos anos um monte de coisas acontecem, muitas descobertas, conquistas e decepções. Você já é maduro o suficiente para enfrentar crueldades do mundo e certas responsabilidades são impostas, mas ao mesmo tempo, tudo bem pedir que seus pais livrem sua barra de alguma encrenca que você se meteu, tudo bem ser um pouco imaturo, um pouco bobo.

                        

Agora fazer 30 anos não é como fazer qualquer outra idade. Nessa fase as pessoas esperam que você seja sério (a), responsável, adulto (a), bem sucedido (a), completamente maduro (a). Você não tem mais desculpas, se você não tem tudo que as pessoas acham que você deve ter aos 30, você é um fracasso. "Mari, você não tem um namorado? Vai ficar pra titia heim!" 

Eu sinceramente não me importo com o que eu deveria ser ou ter aos 30 anos, se eu deveria ser casada, ter filhos e possuir um cargo de gerente. Eu tenho certeza que amadureci muito (na foto abaixo dá pra perceber hahaha), não há nada melhor do que amadurecer e se sentir bem consigo, conquistei muitas coisas e sou muito satisfeita com a pessoa que sou e tudo que fiz até hoje. E estou pronta! Vida, pode mandar "os trintão"!


Da esq. para dir. 12, 16, 20 e 27 anos

sábado, 25 de janeiro de 2014

Como planejar um mochilão?

Planejar um mochilão sem contar com a ajuda de uma agência de turismo dá um trabalhão danado. Exige tempo, dedicação e organização. Tem que pensar nos mínimos detalhes, fazer muitas contas, ler muito, fuçar na internet, pedir dicas para conhecidos que já foram e por ai vai.

Eu nunca comprei pacotes de viagens em agência, todas as viagens que fiz foi planejado por mim ou com a ajuda de amigas. Em todas as viagens aconteceu algo que não estava planejado, mas quanto mais você viaja menos erros vai cometer. 

Uma coisa que eu aprendi é que eventualidades sempre vão acontecer, então é preciso pensar numa verba um pouco a mais do que você acha que vai gastar.

Por exemplo, a primeira vez que fui pra Miami, só percebi que o aeroporto era puta longe do hostel quando eu cheguei lá, e eu não tinha dinheiro para pagar o taxi. Em Cusco, me deu uma diarréia maldita, e eu não tinha levado remédio e acabei gastando em torno de 50 reais para comprar.

Apesar de ser trabalhoso, planejar sua própria viagem tem suas vantagens. Você pode comprar as coisas aos poucos, primeiro as passagens de avião, depois - se for o caso - as passagens de trem. Dai, quando você estiver mais sossegado (a) de grana, pode reservar os hostels etc.

Você pode fazer o que bem entender, fazer os tours e ir aos lugares que você mais tem interesse, ou se um dia estiver muito cansado (a), pode tirar pra ficar só de boa no hostel, coisa que você não consegue na maioria dos pacotes das agências, porque tem que seguir o roteiro deles e ir nos tours que eles oferecem e nos horários deles.

Também, quando você começa a pesquisar, você aprende muito sobre os países e as cidades que vai visitar,  e começa a ficar divertido. Quanto mais você pesquisa e planeja, mais coisas interessantes você descobre.

Então vamos as dicas de como planejar o seu mochilão:

1.) Compre um caderno: nele anote seu roteiro, endereço dos hostels, horário dos voos/trens, lugares que vai visitar, dicas que leu ou alguém te falou, ou seja, tudo. 

2.) Pegar um mapa e se localizar: reparar na distância entre as cidades que você quer passar, assim você vai poder montar um roteiro que faça sentido sem fazer zig-zags desnecessários. Exemplo, no meu roteiro para a Europa (que irei em breve) começarei em Londres e por último passarei em Lisboa (de cima pra baixo).


Mapa colado no caderno
3.) Meios de transporte: Você vai viajar como? Avião, trem, ônibus, carro, barco ou todos? Pesquise qual é a melhor forma de se locomover de uma cidade para outra. 

4.) Levantar os valores de locomoção: Quanto você vai gastar para se locomover indo de uma cidade pra outra (preço do trem, ônibus, avião e também o translado aeroporto - hostel vice e versa). Se você começou a planejar com bastante antecedência, procure saber também quanto custa o metrô e o ônibus em cada cidade que você vai visitar.

Sabendo já tudo sobre as distâncias entre os locais e quais meios de transporte você pode usar, é hora de fechar seu roteiro. 

5-) Quantos dias?: Agora, você vai decidir quantos dias em cada lugar vai ficar. Pra tirar a dúvida, pergunte pra amigos que já foram ou pesquise em blogs, vlogs, fóruns e grupos no facebook. Quem já foi saberá te dizer se a cidade em questão tem muito ou pouco para fazer e ver.

6-) Decidir datas: Faça uma tabelinha e coloque o nome das cidades e as datas de chegada e partida. Leve em consideração as datas de locomoção, geralmente no dia que você chega e no dia que vai embora, você não consegue fazer muita coisa, então não conte em fazer um tour ou qualquer atividade muito longa nessas datas, porque você não vai conseguir.


PS: datas cobertas pq ainda não fui

7-) Comprar a passagem principal: Aquela - provavelmente de avião -  que te levará do Brasil (ou wherever onde você estiver) até seu primeiro destino. Compre com antecedência, o mais cedo possível. Deixar pra última hora sai caro, experiência própria. Fora que você terá tempo pra parcelar e terminar de pagar até mesmo antes de comprar outras coisas da viagem. E se você pagar à vista, terá um tempão pra juntar mais grana.

7-) Comprar as outras passagens. Trem ou avião? (se o seu mochilão for para a Europa): Pelas minhas pesquisas, viajar de trem ou avião dentro da Europa, os gastos seriam praticamente os mesmos. Existem muitas cias aréas low cost que tem passagens muito baratas. Só que tem dois poréns. 1-) o aeroporto é sempre longe de tudo, e você pode acabar gastando mais com o translado do que com a própria passagem. 2-) As passagens baratas só permitem que você leve uma mala carry-on (aquela pequena que pode levar dentro do avião), se você tiver uma mala maior, tem que pagar uma taxa para despacha-la.

De trem é mais demorado, claro, então veja qual é a distância entre as cidades.  E como eu citei no item 6, se você usar o trem, terá que pensar redobrado sobre os dias de locomoção entre as cidades.


8-) Ler sobre os lugares: Nesse ponto, você já tem passagem comprada, já sabe quantos dias vai ficar viajando. Então chegou a hora divertida do planejamento. Comece a ler tudo sobre as cidades, o que tem pra fazer e ver por lá. Claro que você já vai ter uma idéia por cima das principais atrações, afinal, você escolhe seu destino porque tem algum interesse lá. Mas é necessário ler mais a respeito, exemplo, em Londres eu ficarei 5 dias, e já estava achando que ia conseguir ver a cidade inteira, mas Londres é como Nova Iorque, você tem que ir mais de uma vez (ou ficar um mês) para poder apreciar a cidade toda, então não adianta pensar em 300 coisas, porque não vai dar tempo.

9-) Comprar ingressos das atrações: Eu não acho necessário comprar todos os ingressos de tour e atrações com antecedência. Salvo se você planeja ir em alguma atração que é muito famosa, sempre lotada e com filas. Dai eu aconselho que você compre antes pela internet. Quando fui para San Francisco, não comprei ingresso para ir ao Alcatraz, quando cheguei lá só tinha ingresso disponível para 15 dias depois, e eu já teria ido embora. Reserve grana para essas atrações, é muito chato chegar lá e deixar de ir num lugar muito legal porque você não tem grana para o ingresso.


10-) Dia-a-dia: Faça outra tabela para cada cidade, inclua os dias que você vai estar por lá e anote o que pretende fazer. Não precisa ser exato, e você pode mudar o roteiro na hora, mas é só pra você ter uma idéia do que vai conseguir fazer em cada dia.



  

11-) Grana: depois de pesquisar sobre cada cidade e suas atrações, você já vai ter uma noção de quanto vai gastar por dia. Pense que além dos passeios, você terá que comer e comprar souvenirs (claro!). E, como eu citei no começo do texto, lembre das eventualidades.


Abaixo segue alguns links úteis:



  • Site Mochileiros.com : Esse site é ótimo pra tudo. É um fórum. Pra quem vai mochilar, navegar por esse site é praticamente uma obrigação.
  • Tripadvisor: muito bom também. E se você tem smartphone, baixe o app dele, você pode salvar uma lista das atrações que mais gostar.
  • About.com: muitas dicas de lugares, transporte, tudo.
  • Lugar Incomum: sabe aquele programa da Didi no Multishow? Visite o site também.
  • Vai pra onde? : também um programa na Multishow, com o Bruno de Luca.
  • Hostelworld.com: site para reserver hostels pelo mundo.
  • Skyscanner.com: site bom para achar voos em cia de low cost.
  • Eurail.com: passagens de trem pela Europa
Existem também vários apps sobre viagens para smartphones, nesse blog AQUI tem dicas de alguns.

Entre também em grupos de mochileiros no Facebook, tem muitos, é só digitar no campo de pesquisa que você vai achar milhares de páginas e grupos.

É isso ae, relatarei aqui no blog como foi o meu mochilão pela Europa. E boa viagem!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

VLOG : Costumes americanos que deveríamos adotar.



Eae galera! Mais um vídeo com o tema Estados Unidos. Confiram alguns costumes bacanas dos americanos.




Obrigada por assistir. Bjss.

sábado, 11 de janeiro de 2014

VLOG: Curiosidades sobre os Estados Unidos parte III



Eae Galera! Tudo bem?

Finalmente consegui editar um vídeo novo. Confiram a parte 3 da série "Curiosidades".




Obrigada por assistir. Bjss.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

2014 já começou… e quais são os planos?

Todo ano a gente pensa em mil coisas que gostaria de fazer e então começam as promessas. Mas uma coisa é verdade: vc só vai cumprir uma promessa se quiser do fundo do coração.

Se eu fosse seguir o senso comum, esse ano eu teria que sossegar o faixo no Brasil, arrumar um emprego de verdade, um namorado e começar a pensar que nem um adulto. Afinal de contas em 2014 eu faço 30 anos, e já tá na hora de crescer. Eu não sei ainda se estou pronta pra isso - sei que em breve estarei e talvez ainda esse ano eu vire gente grande - mas não agora, porque tenho outros planos.

O ano passado eu voltei pros Estados Unidos para estudar, mas no fundo eu já estava planejando visitar a Europa depois que meus estudos acabassem. Eu pensei que eu ficaria até mais tempo nos Estados Unidos, mas acabou não dando certo e resolvi ficar só um ano, portanto, em breve deixarei a América e parto para um mochilão pela Europa.

Que eu tenho espírito de viajante não é novidade, mas viajar custa caro e exige dedicação. Claro que eu gostaria de conhecer todos os países do mundo, mas pra isso, preciso de uma segunda vida. Então já que só tenho uma, conhecer um país de cada continente já seria o máximo, e é o que tentarei fazer. Eu conheço alguns lugares da América do Sul e já morei na América do Norte, e a Europa é o próximo continente que resolvi botar meus pés.

Sempre quis conhecer a Europa, até mais que os Estados Unidos - não que tenha sido ruím morar nos Estados Unidos - mas não sei que raio eu vim parar na América e não em algum país da Europa. Faz tempo que eu quero ir pra lá e finalmente em 2014 vou cumprir mais uma meta de viagem: Europe, here I go!

Essa viagem vai ser meio maluca, digo isso porque planejo ficar dois meses e passar por 13 cidades e pra falar a verdade, não sei se meu dinheiro vai dar, mas vamos ver no que vai dar. Se precisar, eu mendigo lá na frente da Torre Eiffel e tá tudo certo.

Voltarei pro Brasil depois desse mochilão e o plano é arrumar um emprego de teacher (de novo), porque é o que eu AMO fazer e também porque agora eu tenho um certificado bad ass e sou foda! (haha)

Não prometi que vou parar de sair de balada, que vou parar de comer porcarias, que vou ler mais livros, que vou comprar um apartamento, porque no fundo a única coisa que quero de verdade, e eu sei que vou cumprir, é continuar viajando. E o que vier, veio.

Receba um e-mail quando o blog for atualizado