quinta-feira, 30 de maio de 2013

Em busca da felicidade

O que é a felicidade? Porque as pessoas buscam tanto isso? Eu comecei a pensar se eu sou ou não uma pessoa feliz. Bem, desde que eu nasci já passei por muitas coisas que algumas foram tristes, e outras felizes. E vinte e nove anos depois percebi que minha vida continua sendo assim, portanto eu acabo de crer que a felicidade é só um sentimento que vai e vem até o dia da sua morte.

As pessoas tem uma necessidade incessante de serem felizes. E eu percebi isso no Facebook e no Instagram, é uma disputa acirrada pra saber quem é o mais feliz ali. Não que eu seja contra as pessoas postarem coisas alegres – até porque eu também faço parte dessas redes sociais – mas tem gente que é too much!

Tem uns que postam “Graças a Deus, mais um dia estou viva e feliz”, “Bom dia pra você que acordou e vai viver feliz”, “Boa noite para você que vive sorrindo”. Meo, mensagens otimistas tem limite. A pessoa posta “Eba, mais um fim de semana acabou e eu curti muito porque sou feliz!” e na segunda-feira tá lá pegando o busão lotado, indo trabalhar pra ganhar centos reais por mês. E ai, vai falar que tá feliz espremido (a) dentro do busão também?

Vai falar que você é feliz depois de levar um pé na bunda do namorada (o), vai dizer que você é feliz depois de descobrir que esse mês vai ter que pagar o mínimo do cartão de crédito de novo? Que você pula de alegria sabendo que pegou DP na facu?

Assistindo um vídeo do PC Siqueira – eu adoro ele – ele disse o seguinte "Se uma pessoa é muito feliz, é porque ela não está entendendo nada do que está acontecendo". Porra, é exatamente isso!

O que as pessoas não entendem é que ninguém é feliz 24 horas por dia, todos os dias. Todo mundo é igual, todos tem seus bons e maus momentos, tudo bem se você se sentir triste às vezes, de mau-humor, desanimado. Ao invés de ficar postando frases feitas e meter a palavra “feliz” em tudo que você escreve ou fala, porque não vai fazer alguma coisa que você realmente gosta? Assim, aquela tristeza momentânea vai virar uma felicidade, que também será momentânea, e é assim o ciclo da vida.

Freud mesmo definiu a busca pela felicidade uma coisa utópica, porque nesse caminho que você percorre no mundo real, você vai experimentar sentimentos de derrota, por exemplo, e inevitavelmente vai se sentir triste. Enfim, é muito difícil se aprofundar nesse assunto, porque você acaba filosofando e viajando nas ideias, mas basicamente é impossível ser feliz o tempo todo, e isso é completamente normal.

As pessoas que realmente curtem a vida, são aquelas que já passaram por momentos tristes, superaram e agora curtem a felicidade. Eventualmente, virão mais momentos tristes, só que você precisa passar por cima deles e supera-los para sentir o gostinho da tal felicidade de novo. No fim, ser feliz é um sentimento passageiro, assim como a tristeza. E o xis da questão é tentar ser feliz o máximo de tempo que você conseguir e não tentar ser feliz o tempo todo. A pergunta certa não é “Você é feliz?” e sim “Você está feliz agora?”.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Vlog quentinho...As pérolas dos apps de relacionamento!

Aeeee! Saindo do forno meu primeiro vídeo. E bora testar essa coisa de vlog... Espero que gostem!


                                

sexta-feira, 10 de maio de 2013

"Quero te levar pra casa" (post para os cuecas)

Um dia desses fui numa balada gay com um amigo. Naquela noite eu sabia que pegação não rolaria pra mim, mas acabei saindo de lá com um número de telefone. Calma, não virei gay, o número era do segurança da balada, um dos únicos héteros daquela noite.

O cara era bem gatinho, mas depois de trocar umas mensagens não me animei muito em continuar o papo. Pode ser que vire um sexo casual, um rolo ou sei la mais o que, afinal, a gente nunca sabe o que pode acontecer. Mas eu simplesmente fiquei com preguiça dele. Mas porquê? Se o cara era bonitão? Ah, bonitão mas bobão!

Bom, alguns dizem "me desculpem os feios mas beleza é essencial" e outros dizem "beleza não se põe à mesa". Eu digo "é tudo uma questão de contexto".

Quando eu bato o olho num cara, no bar ou na balada, e o acho bonito. Ele já foi aprovado no primeiro requisito. Depois de me aproximar e descobrir um pouco sobre ele, é que eu sei se continuarei atraída pelo cara ou não. Se ele tiver um papo legal, os mesmos interesses, olhar no olho, demonstrar toda aquela linguagem corporal que esta interessado em mim mais do que qualquer outra garota do lugar, ele já passou pelo segundo requisito. Se depois de beija-lo eu perceber que combinou, pode apostar que o cara tem pelo menos 80% de chance de me levar pra casa naquela noite. Os outros 20%  ficam por conta de questões femininas - se eu to depilada, se eu fiz a unha do pé, se eu estou usando uma calcinha apresentável etc etc etc.

Por isso que quando alguém vem com esse papo de "Ah, essas minas que dão logo de cara são as fáceis". Amigo, se você acha fácil e tira de letra o processo que eu descrevi no paragrafo acima, pode bater na minha porta que eu te dou na mesma hora. Acreditem, tá difícil achar caras que passem dessa fase ultimamente, viu?

É mais ou menos o que o Mário tem que passar pra salvar a princesa Pêssego, bom não sei se o Mário come a princesa depois de salva-la das garras do Bowser, mas na vida real, o cara que passar dessa fase de conquista momentânea (ou não momentânea) - digamos assim porque o cara pode conquistar a garota só para come-la ou pode conquista-la pra sempre - provavelmente conseguirá leva-la pra casa na primeira noite.

Mas porque tem toda essa técnica antes de deixar rolar a pegação forte? Pow, se o cara for boa pinta, ter um corpo bacana e tem um p... de tamanho legal - credo, como tô suja nesse post! - porque mesmo assim algumas mulheres ainda tem frescura pra dar? Cara, se a princesa da vida real ta enrolando pra te dar, alguma coisa você esta fazendo errado. Ou não ta fazendo o serviço - sexual - direito, ou você liga pra garota pra falar de sacanagem antes mesmo de perguntar como foi o dia dela, ou simplesmente não está sendo interessante o suficiente pra fazer com que ela fique a fim.

As mulheres sentem tesão por alguém que as façam se sentirem únicas e importantes. Não é nada excitante ta ali na cama com um cara que não faz questão nem de saber o que você faz da vida, que só quer falar com você se for sobre pu....ria, que não se interessa por nada que você diz. Mesmo que as duas partes só queiram sexo casual, pegação ou ser amigos com benefícios, me desculpem desapontá-los meus caros amigos homens, mas você terá que ser cavalheiro mesmo assim.

Caso queira só meter seu p... em algum buraco fácil e rápido, não procure uma garota na balada ou num bar, claro que sempre tem umas estilo mulher-gato, que é só passar a mão que ela já levanta o rabo - isso tem mesmo em muitos lugares. Mas é mais fácil ainda, se você for direto no puteiro, lá eu garanto que não precisará perguntar nome, pedir telefone, abrir porta do carro, nem levar pra jantar pra conseguir o que quer  ;)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Vlog, porque não?

Eae!
Faz um tempo que eu penso em comprar uma câmera legal e fazer uns vídeos, mas nunca amadureci essa idéia. Daí, hoje conversando com uma amiga, ela disse "porque vc não faz um vlog?". E até que achei a idéia legalzinha. Baixei um programa e comecei a fazer umas montagens (toscas, eu admito) pra começar a me familiarizar com essa coisa de vídeos e me empolguei... Como meu último post foi sobre minha férias em Miami, peguei umas fotos e uns vídeos dessa viagem e montei esse video, bem amador, mas com o tempo vou melhorando. No fim é um alemão - delicinha - que eu e os outros brasileiros fizemos o coitado cantar Michel Teló!






Bom, vamos ver se essa idéia de vlog vai rolar. Esperemos!

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Em busca da felicidade

O que é a felicidade? Porque as pessoas buscam tanto isso? Eu comecei a pensar se eu sou ou não uma pessoa feliz. Bem, desde que eu nasci já passei por muitas coisas que algumas foram tristes, e outras felizes. E vinte e nove anos depois percebi que minha vida continua sendo assim, portanto eu acabo de crer que a felicidade é só um sentimento que vai e vem até o dia da sua morte.

As pessoas tem uma necessidade incessante de serem felizes. E eu percebi isso no Facebook e no Instagram, é uma disputa acirrada pra saber quem é o mais feliz ali. Não que eu seja contra as pessoas postarem coisas alegres – até porque eu também faço parte dessas redes sociais – mas tem gente que é too much!

Tem uns que postam “Graças a Deus, mais um dia estou viva e feliz”, “Bom dia pra você que acordou e vai viver feliz”, “Boa noite para você que vive sorrindo”. Meo, mensagens otimistas tem limite. A pessoa posta “Eba, mais um fim de semana acabou e eu curti muito porque sou feliz!” e na segunda-feira tá lá pegando o busão lotado, indo trabalhar pra ganhar centos reais por mês. E ai, vai falar que tá feliz espremido (a) dentro do busão também?

Vai falar que você é feliz depois de levar um pé na bunda do namorada (o), vai dizer que você é feliz depois de descobrir que esse mês vai ter que pagar o mínimo do cartão de crédito de novo? Que você pula de alegria sabendo que pegou DP na facu?

Assistindo um vídeo do PC Siqueira – eu adoro ele – ele disse o seguinte "Se uma pessoa é muito feliz, é porque ela não está entendendo nada do que está acontecendo". Porra, é exatamente isso!

O que as pessoas não entendem é que ninguém é feliz 24 horas por dia, todos os dias. Todo mundo é igual, todos tem seus bons e maus momentos, tudo bem se você se sentir triste às vezes, de mau-humor, desanimado. Ao invés de ficar postando frases feitas e meter a palavra “feliz” em tudo que você escreve ou fala, porque não vai fazer alguma coisa que você realmente gosta? Assim, aquela tristeza momentânea vai virar uma felicidade, que também será momentânea, e é assim o ciclo da vida.

Freud mesmo definiu a busca pela felicidade uma coisa utópica, porque nesse caminho que você percorre no mundo real, você vai experimentar sentimentos de derrota, por exemplo, e inevitavelmente vai se sentir triste. Enfim, é muito difícil se aprofundar nesse assunto, porque você acaba filosofando e viajando nas ideias, mas basicamente é impossível ser feliz o tempo todo, e isso é completamente normal.

As pessoas que realmente curtem a vida, são aquelas que já passaram por momentos tristes, superaram e agora curtem a felicidade. Eventualmente, virão mais momentos tristes, só que você precisa passar por cima deles e supera-los para sentir o gostinho da tal felicidade de novo. No fim, ser feliz é um sentimento passageiro, assim como a tristeza. E o xis da questão é tentar ser feliz o máximo de tempo que você conseguir e não tentar ser feliz o tempo todo. A pergunta certa não é “Você é feliz?” e sim “Você está feliz agora?”.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Vlog quentinho...As pérolas dos apps de relacionamento!

Aeeee! Saindo do forno meu primeiro vídeo. E bora testar essa coisa de vlog... Espero que gostem!


                                

sexta-feira, 10 de maio de 2013

"Quero te levar pra casa" (post para os cuecas)

Um dia desses fui numa balada gay com um amigo. Naquela noite eu sabia que pegação não rolaria pra mim, mas acabei saindo de lá com um número de telefone. Calma, não virei gay, o número era do segurança da balada, um dos únicos héteros daquela noite.

O cara era bem gatinho, mas depois de trocar umas mensagens não me animei muito em continuar o papo. Pode ser que vire um sexo casual, um rolo ou sei la mais o que, afinal, a gente nunca sabe o que pode acontecer. Mas eu simplesmente fiquei com preguiça dele. Mas porquê? Se o cara era bonitão? Ah, bonitão mas bobão!

Bom, alguns dizem "me desculpem os feios mas beleza é essencial" e outros dizem "beleza não se põe à mesa". Eu digo "é tudo uma questão de contexto".

Quando eu bato o olho num cara, no bar ou na balada, e o acho bonito. Ele já foi aprovado no primeiro requisito. Depois de me aproximar e descobrir um pouco sobre ele, é que eu sei se continuarei atraída pelo cara ou não. Se ele tiver um papo legal, os mesmos interesses, olhar no olho, demonstrar toda aquela linguagem corporal que esta interessado em mim mais do que qualquer outra garota do lugar, ele já passou pelo segundo requisito. Se depois de beija-lo eu perceber que combinou, pode apostar que o cara tem pelo menos 80% de chance de me levar pra casa naquela noite. Os outros 20%  ficam por conta de questões femininas - se eu to depilada, se eu fiz a unha do pé, se eu estou usando uma calcinha apresentável etc etc etc.

Por isso que quando alguém vem com esse papo de "Ah, essas minas que dão logo de cara são as fáceis". Amigo, se você acha fácil e tira de letra o processo que eu descrevi no paragrafo acima, pode bater na minha porta que eu te dou na mesma hora. Acreditem, tá difícil achar caras que passem dessa fase ultimamente, viu?

É mais ou menos o que o Mário tem que passar pra salvar a princesa Pêssego, bom não sei se o Mário come a princesa depois de salva-la das garras do Bowser, mas na vida real, o cara que passar dessa fase de conquista momentânea (ou não momentânea) - digamos assim porque o cara pode conquistar a garota só para come-la ou pode conquista-la pra sempre - provavelmente conseguirá leva-la pra casa na primeira noite.

Mas porque tem toda essa técnica antes de deixar rolar a pegação forte? Pow, se o cara for boa pinta, ter um corpo bacana e tem um p... de tamanho legal - credo, como tô suja nesse post! - porque mesmo assim algumas mulheres ainda tem frescura pra dar? Cara, se a princesa da vida real ta enrolando pra te dar, alguma coisa você esta fazendo errado. Ou não ta fazendo o serviço - sexual - direito, ou você liga pra garota pra falar de sacanagem antes mesmo de perguntar como foi o dia dela, ou simplesmente não está sendo interessante o suficiente pra fazer com que ela fique a fim.

As mulheres sentem tesão por alguém que as façam se sentirem únicas e importantes. Não é nada excitante ta ali na cama com um cara que não faz questão nem de saber o que você faz da vida, que só quer falar com você se for sobre pu....ria, que não se interessa por nada que você diz. Mesmo que as duas partes só queiram sexo casual, pegação ou ser amigos com benefícios, me desculpem desapontá-los meus caros amigos homens, mas você terá que ser cavalheiro mesmo assim.

Caso queira só meter seu p... em algum buraco fácil e rápido, não procure uma garota na balada ou num bar, claro que sempre tem umas estilo mulher-gato, que é só passar a mão que ela já levanta o rabo - isso tem mesmo em muitos lugares. Mas é mais fácil ainda, se você for direto no puteiro, lá eu garanto que não precisará perguntar nome, pedir telefone, abrir porta do carro, nem levar pra jantar pra conseguir o que quer  ;)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Vlog, porque não?

Eae!
Faz um tempo que eu penso em comprar uma câmera legal e fazer uns vídeos, mas nunca amadureci essa idéia. Daí, hoje conversando com uma amiga, ela disse "porque vc não faz um vlog?". E até que achei a idéia legalzinha. Baixei um programa e comecei a fazer umas montagens (toscas, eu admito) pra começar a me familiarizar com essa coisa de vídeos e me empolguei... Como meu último post foi sobre minha férias em Miami, peguei umas fotos e uns vídeos dessa viagem e montei esse video, bem amador, mas com o tempo vou melhorando. No fim é um alemão - delicinha - que eu e os outros brasileiros fizemos o coitado cantar Michel Teló!






Bom, vamos ver se essa idéia de vlog vai rolar. Esperemos!

Receba um e-mail quando o blog for atualizado