quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Tá chegando a hora...


E só me resta 1 mês na terrinha do Tio Sam. Nessa reta final é hora de pensar num monte de coisas antes de partir, como por exemplo, a gastação de dinheiro. Me ferrei duas vezes, porque além dos presentes de Natal para a galera daqui, comprei algumas lembrancinhas, coisas para vender e coisas pra mim, claro. Tenho que separar as roupas que vou jogar fora, as tranqueiras que tenho que não cabe na mala, nos casacos e botas que eu comprei mas não usarei em hipótese nenhuma no Brasil e por ai vai.

Fazer as malas é complicado, só não vou pagar excesso de bagagem porque uma amiga (santa) tá indo pro Brasil com poucas malas e vai levar algumas das minhas coisas. Mas essa parte pra mim não é tão complicada. O mais doloroso mesmo é o adeus. Dizer tchau pra a Host Family, para as crianças que me pentelharam por todo esse tempo, para os amigos que fiz aqui, para a diversão, para as estações de ano tão bem definidas, para as compras – é tão barato que qualquer um pode ter roupas de marca e eletrônicos de última geração - , pro carro dahora que eu dirijo, para meu quarto – que apesar de não ser muito legal é grande e só meu – pro palhacinho que eu tô pegando e me apeguei. Enfim, para essa vida sofrida, mas boa e divertida.

Já escrevi posts a respeito de ficar ou não ficar nos Estados Unidos, mas só agora que eu estou tendo a noção do que é o desespero nessa hora. É uma sensação inexplicável, a gente fica feliz e triste ao mesmo tempo.

Eu estou aqui faz dois anos direto, estou com uma saudade imensa da minha família, dos meus amigos, da comida, do clima, até de ouvir “Estação Sé, desembarque pelo lado esquerdo do trem”, no metro de São Paulo, eu tô com saudade. Muita coisa mudou no Brasil desde que eu mudei pros Estados Unidos, minha irmã casou, vou ser tia, meus pais mudaram de casa e até o presidente do Brasil vai ser outro quando eu chegar. Muitas novidades esperam por mim e que me fazem ansiosa pra ir embora. Já me acostumei com a idéia de ir embora, já comecei a fazer as malas, e minha cabeça já ta lá no Brasil, no Verão, nas baladas, na minha família, no meus amigos, nos botecos da Augusta... aaah, que saudade.

Ao mesmo tempo o sentimento de adeus é terrível. Morar 2 anos fora me fez criar vínculos fortes com o país onde vivi muitas coisas novas, aprendi coisas diferentes, conheci muita gente, até meu estômago acostumou com as junk foods e o meu corpo com o tempo de muito frio no Inverno e muito calor no Verão. Essa experiência foi com certeza uma das melhores da minha vida até agora e que eu nunca vou esquecer. Estou indo embora, mas não sei o que acontecerá no futuro, minhas portas estão abertas para voltar se eu achar que vale a pena.

5 comentários:

  1. nosaa tu sabe que eu adoro seus post
    e esse foi amazing
    sinto sua alegria de voltar e ao mesmo tempo a tristeza de partir
    que de tudo certo pra vc
    bjusss

    ResponderExcluir
  2. Como assim??? meu!! passou rápido demais!!!!
    boa sorte na sua nova vida aqui no Brasil, pq depois dos Eua, nada vai ser igual!
    beijones!
    :]

    ResponderExcluir
  3. Mariiiiiiiiizinhaaaaaaa, vc é demaisssss!!! As vezes me faz rir muitoooooo e as vezes me emociona muito!!! Ameiiiiiiiiii o post!!!(apesar de não ter recebido o e mail de aviso - "bronca" ahahahah) E agora vou ter q ser convencida: vc vai ter mais uma coisa pra sentir falta- NOSSO DOMINGO INESQUECIVEL EM NEW YORK CITY huahuahuahuahua!!! Vamos abalar Bangu ahahahah ou melhor New York pq somos chiques demais pra Bangu ahahahaha Me espera ai q tô chegando!!!!

    ResponderExcluir
  4. Outra coisa: vc tinha q aparecer com esse post na véspera da minha viagem? ahahahah Vc sabe o tantooooo q amoooooooooo viajar mas mesmo por um mês e com a certeza q vou amar tudo meu coração fica agoniado e cheio de saudades!Agoniado pra q tudo dê certo pq planejei tudo e agora quero ver tudo q imaginei acontecendo e acontecendo da maneira mais certa possível e cheio de saudades pq deixo prá trás meu filho, meu cachorro, meus afilhados, meus amigos e minha vida aqui (ainda q temporariamente!). Posso imaginar como está o seu!

    ResponderExcluir
  5. Esse sentimento eh unico neh??? Nao tem como explicar.

    Mas vc ta indo super bem e adorei o teu post....
    so me faz lembrar do quanto eu ainda quero comprar por aqui!!! huahuahuahuahua

    beijao e bora aproveitar cada dia!

    ResponderExcluir

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Tá chegando a hora...


E só me resta 1 mês na terrinha do Tio Sam. Nessa reta final é hora de pensar num monte de coisas antes de partir, como por exemplo, a gastação de dinheiro. Me ferrei duas vezes, porque além dos presentes de Natal para a galera daqui, comprei algumas lembrancinhas, coisas para vender e coisas pra mim, claro. Tenho que separar as roupas que vou jogar fora, as tranqueiras que tenho que não cabe na mala, nos casacos e botas que eu comprei mas não usarei em hipótese nenhuma no Brasil e por ai vai.

Fazer as malas é complicado, só não vou pagar excesso de bagagem porque uma amiga (santa) tá indo pro Brasil com poucas malas e vai levar algumas das minhas coisas. Mas essa parte pra mim não é tão complicada. O mais doloroso mesmo é o adeus. Dizer tchau pra a Host Family, para as crianças que me pentelharam por todo esse tempo, para os amigos que fiz aqui, para a diversão, para as estações de ano tão bem definidas, para as compras – é tão barato que qualquer um pode ter roupas de marca e eletrônicos de última geração - , pro carro dahora que eu dirijo, para meu quarto – que apesar de não ser muito legal é grande e só meu – pro palhacinho que eu tô pegando e me apeguei. Enfim, para essa vida sofrida, mas boa e divertida.

Já escrevi posts a respeito de ficar ou não ficar nos Estados Unidos, mas só agora que eu estou tendo a noção do que é o desespero nessa hora. É uma sensação inexplicável, a gente fica feliz e triste ao mesmo tempo.

Eu estou aqui faz dois anos direto, estou com uma saudade imensa da minha família, dos meus amigos, da comida, do clima, até de ouvir “Estação Sé, desembarque pelo lado esquerdo do trem”, no metro de São Paulo, eu tô com saudade. Muita coisa mudou no Brasil desde que eu mudei pros Estados Unidos, minha irmã casou, vou ser tia, meus pais mudaram de casa e até o presidente do Brasil vai ser outro quando eu chegar. Muitas novidades esperam por mim e que me fazem ansiosa pra ir embora. Já me acostumei com a idéia de ir embora, já comecei a fazer as malas, e minha cabeça já ta lá no Brasil, no Verão, nas baladas, na minha família, no meus amigos, nos botecos da Augusta... aaah, que saudade.

Ao mesmo tempo o sentimento de adeus é terrível. Morar 2 anos fora me fez criar vínculos fortes com o país onde vivi muitas coisas novas, aprendi coisas diferentes, conheci muita gente, até meu estômago acostumou com as junk foods e o meu corpo com o tempo de muito frio no Inverno e muito calor no Verão. Essa experiência foi com certeza uma das melhores da minha vida até agora e que eu nunca vou esquecer. Estou indo embora, mas não sei o que acontecerá no futuro, minhas portas estão abertas para voltar se eu achar que vale a pena.

5 comentários:

  1. nosaa tu sabe que eu adoro seus post
    e esse foi amazing
    sinto sua alegria de voltar e ao mesmo tempo a tristeza de partir
    que de tudo certo pra vc
    bjusss

    ResponderExcluir
  2. Como assim??? meu!! passou rápido demais!!!!
    boa sorte na sua nova vida aqui no Brasil, pq depois dos Eua, nada vai ser igual!
    beijones!
    :]

    ResponderExcluir
  3. Mariiiiiiiiizinhaaaaaaa, vc é demaisssss!!! As vezes me faz rir muitoooooo e as vezes me emociona muito!!! Ameiiiiiiiiii o post!!!(apesar de não ter recebido o e mail de aviso - "bronca" ahahahah) E agora vou ter q ser convencida: vc vai ter mais uma coisa pra sentir falta- NOSSO DOMINGO INESQUECIVEL EM NEW YORK CITY huahuahuahuahua!!! Vamos abalar Bangu ahahahah ou melhor New York pq somos chiques demais pra Bangu ahahahaha Me espera ai q tô chegando!!!!

    ResponderExcluir
  4. Outra coisa: vc tinha q aparecer com esse post na véspera da minha viagem? ahahahah Vc sabe o tantooooo q amoooooooooo viajar mas mesmo por um mês e com a certeza q vou amar tudo meu coração fica agoniado e cheio de saudades!Agoniado pra q tudo dê certo pq planejei tudo e agora quero ver tudo q imaginei acontecendo e acontecendo da maneira mais certa possível e cheio de saudades pq deixo prá trás meu filho, meu cachorro, meus afilhados, meus amigos e minha vida aqui (ainda q temporariamente!). Posso imaginar como está o seu!

    ResponderExcluir
  5. Esse sentimento eh unico neh??? Nao tem como explicar.

    Mas vc ta indo super bem e adorei o teu post....
    so me faz lembrar do quanto eu ainda quero comprar por aqui!!! huahuahuahuahua

    beijao e bora aproveitar cada dia!

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado