terça-feira, 27 de julho de 2010

PQP, outra multa?


Dirigi por um ano no Brasil, antes de vir pra cá, e nunca levei uma multa, quando cheguei aqui, logo no terceiro mês tomei uma multa por ter estacionado em local proibido, depois levei uma por velocidade, depois de um tempo levei mais uma por não ter um carona e esses dias tomei outra por passar no farol vermelho. Pow, depois de tantas multas assim será que eu sou uma motorista imprudente?

Mas, pera-lá, dirigir nos Estados Unidos é uma PAIN IN THE ASS. Eles são extremamente cautelosos, não que isso seja ruím, mas é um exagero tão grande de cuidados no trânsito que eles parecem um bando de aprendizes atrás do volante.

Fazem trânsito até se uma ervilha atravessar a rua, literalmente param por completo se for dobrar uma esquina, não sabem posicionar o carro no trânsito, quando param em fila deixam uma vaga que cabe um metro entre um carro e outro, ocasionando bloqueio das intersecções, porra, o que custa o imbecil ficar um pouquinho mais perto do carro da frente, pra vc conseguir encaixar o seu carro na faixa sem bloquear o caminho?

Eles dirigem tão devagar que eu fui entender o porquê só depois que vi uma infeliz com uma pasta aberta em cima do volante ESCREVENDO! Fala se isso não é motivo de buzinar na orelha da idiota? Eles utilizam o carro pra tirar cochilo, comer, falar no celular, ler, estudar, fazer relatórios, conversar, MENOS pra se locomover.

Fora que, todo raio de lugar que vc vá é um inferno para estacionar na rua, em todos os lugares só pode estacionar com cartão de permissão (que vc obtém se for residente daquela área) ou tem parquímetro, que só aceita moedas de 25 centavos e são de graça só nos finais de semana e feriados, e olhe lá, porque cada lugar que vc vai funciona diferente. Por exemplo, tem região que pode estacionar de graça depois das 18h, mas é só dirigir mais 3 quadras pra frente e tudo muda e estacionar na rua pode ser pago até às 22h. E como é que eu sei dessa palhaçada toda de mudança de horário, onde posso estacionar, onde não posso? E eu respondo: porque há pelo menos 572 placas nas calçadas, com 354 explicações dos horários que pode estacionar e que não pode. Ai vc perde seu dia inteiro lendo a porra da placa até entender as regras e saber se vc pode largar seu carro lá sem medo de ser multado.E ainda por cima, estacionamento pago são poucos, e os que tem são caríssimos.

E a velocidade, putz...nem me fala que da raiva. Todo mundo tem uns puta carrões e não pode acelerar em quase lugar nenhum, o limite de velocidade é ridículo, tem avenidas gigantes que só pode andar a 25 milhas por hora, é tão devagar que mal parece que vc ta se locomovendo.

Ter cuidados no trânsito é uma coisa, vc pode ter cuidados mas agilizar também, mas aqui não tem dessas, por isso, pra quem vai vir morar por essas bandas já fiquem espertos ou vc entra no ritmo da lerdeza, ou vc toma multa adoidado que nem eu.

Um comentário:

terça-feira, 27 de julho de 2010

PQP, outra multa?


Dirigi por um ano no Brasil, antes de vir pra cá, e nunca levei uma multa, quando cheguei aqui, logo no terceiro mês tomei uma multa por ter estacionado em local proibido, depois levei uma por velocidade, depois de um tempo levei mais uma por não ter um carona e esses dias tomei outra por passar no farol vermelho. Pow, depois de tantas multas assim será que eu sou uma motorista imprudente?

Mas, pera-lá, dirigir nos Estados Unidos é uma PAIN IN THE ASS. Eles são extremamente cautelosos, não que isso seja ruím, mas é um exagero tão grande de cuidados no trânsito que eles parecem um bando de aprendizes atrás do volante.

Fazem trânsito até se uma ervilha atravessar a rua, literalmente param por completo se for dobrar uma esquina, não sabem posicionar o carro no trânsito, quando param em fila deixam uma vaga que cabe um metro entre um carro e outro, ocasionando bloqueio das intersecções, porra, o que custa o imbecil ficar um pouquinho mais perto do carro da frente, pra vc conseguir encaixar o seu carro na faixa sem bloquear o caminho?

Eles dirigem tão devagar que eu fui entender o porquê só depois que vi uma infeliz com uma pasta aberta em cima do volante ESCREVENDO! Fala se isso não é motivo de buzinar na orelha da idiota? Eles utilizam o carro pra tirar cochilo, comer, falar no celular, ler, estudar, fazer relatórios, conversar, MENOS pra se locomover.

Fora que, todo raio de lugar que vc vá é um inferno para estacionar na rua, em todos os lugares só pode estacionar com cartão de permissão (que vc obtém se for residente daquela área) ou tem parquímetro, que só aceita moedas de 25 centavos e são de graça só nos finais de semana e feriados, e olhe lá, porque cada lugar que vc vai funciona diferente. Por exemplo, tem região que pode estacionar de graça depois das 18h, mas é só dirigir mais 3 quadras pra frente e tudo muda e estacionar na rua pode ser pago até às 22h. E como é que eu sei dessa palhaçada toda de mudança de horário, onde posso estacionar, onde não posso? E eu respondo: porque há pelo menos 572 placas nas calçadas, com 354 explicações dos horários que pode estacionar e que não pode. Ai vc perde seu dia inteiro lendo a porra da placa até entender as regras e saber se vc pode largar seu carro lá sem medo de ser multado.E ainda por cima, estacionamento pago são poucos, e os que tem são caríssimos.

E a velocidade, putz...nem me fala que da raiva. Todo mundo tem uns puta carrões e não pode acelerar em quase lugar nenhum, o limite de velocidade é ridículo, tem avenidas gigantes que só pode andar a 25 milhas por hora, é tão devagar que mal parece que vc ta se locomovendo.

Ter cuidados no trânsito é uma coisa, vc pode ter cuidados mas agilizar também, mas aqui não tem dessas, por isso, pra quem vai vir morar por essas bandas já fiquem espertos ou vc entra no ritmo da lerdeza, ou vc toma multa adoidado que nem eu.

Um comentário:

Receba um e-mail quando o blog for atualizado