sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Que piada sem graça, viu!!!


Todo mundo sabe que piada americana é uó! E que eles riem de qualquer coisa. Existem lá uns filmes e uns programas engraçadinhos e tudo mais, mas no geral as piadinhas que eles contam e o senso de humor deles são completamente tontos.

Comecei a perceber a tamanha falta de um bom senso de humor, assim que cheguei aqui e tive meu primeiro contato com a host family. Já começou no aeroporto, o meu host (pai das crianças) levou um fantoche com os olhos esbugalhados e ficava fazendo graça, falava umas bobeiras pra mim, tipo: Hi, what's up?!!! Com voz de desenho animado. Meo, que coisa mais besta, como se eu fosse uma criança que iria rachar o bico da imitação dele.

Depois que comecei a sair e conhecer mais o povo americano, percebi que não era só na minha casa que as piadinhas eram sem graça. Uma noite, estavam duas amigas e eu num bar e chegaram dois americanos para conversar com a gente. Depois de uns minutinhos de conversa, eles perceberam que não estavam agradando muito. Então, foi ai que eu pensei que eles iam se tocar e vazar, mas eu estava enganada. Um deles, inventou de fazer piadinhas para ver se a gente dava risada, ai haja paciência. Que vergonha alheia eu senti daquela criatura, o pior era que enquanto ele tentava ser engraçado, ele apontava e dava aqueles soquinhos no ombro do amigo com um sorriso de tonto e dizia "Go it, Got it?". Eu já tinha visto isso em filme, mas eu não achava que era exatamente assim que eles se comportavam.

Uma vez, fui inventar de conversar sobre filmes de comédia com um peguete. Fui obrigada a falar, sutilmente, que humor americano pra mim não fazia sentido nenhum, como o humor brasileiro poderia ser sem graça para eles também. Aí, ele resolveu contar piada, o que eu fiz pra merecer?  Lá vou eu fingir que era pelo menos um pouquinho engraçado, pra não deixar ele sem graça.

Enquanto isso, na casa da minha host family, as piadinhas sem sal continuavam rolando soltas, principalmente, na hora da janta. Outro dia, minha host acendeu uma vela no balcão da cozinha, a vela já estava toda torta porque ficou um tempão queimando e derretendo, o menino do meio que eu cuido olhou para vela, virou pro irmão mais velho e disse enquando abraçava-o "Fulano, observe essa vela, vem cá que vou te contar o que tem de engraçado nela…" Eu não quis nem ficar perto para ouvir a reflexão pseudo humoristica dele sobre a vela, porque eu não ia aguentar da rir, não da piada, mas sim da cara dele. Pior ainda foi o dia que ele pegou uma revistinha de piadas e começou a ler pra mim. Ai que dor. Só tinha aquelas idiotisses de "Knock Knock. Who's there?".


Voltando ao assunto que a piada brasileira também não faz sentido para eles, isso pode ser verdade, nossos costumes são diferentes, então o humor consequentemente é outro. Mas por outro lado, acho que a gente tem mesmo mais jeito pra piada porque eu já percebi que qualquer coisa que eu falo, meus hosts morrem de rir, juro.

Eu sempre tento puxar assunto com eles na hora da janta (uma coisa que eles adoram é conversar durante o jantar). Pra agradar e treinar meu inglês eu sempre falo alguma besteirinha, só pra não dizer que eu entrei muda e sai calada. Outro dia, eles estavam falando sei la o que sobre melancia e eu disse que no Brasil, a gente costuma dizer que quando uma pessoa gosta de se aparecer, a gente fala pra essa tal pessoa sair na rua com uma melancia pendurada no pescoço. Pra que?? Eles até engasgaram de tanto rir. E olha que eu falei a coisa mais boba que veio na minha cabeça na hora.

Uma das coisas que eu sinto muita falta aqui é de dar boas gargalhadas, quando estou na abstinência de humor, eu entro no Youtube, e começo a caçar vídeos do Hermes e Renato, Pânico, 15 minutos, até o Casseta e Planeta é mais engraçado que os programas de humor americanos. Eu dou cada gargalhada quando resolvo assitir esses vídeos que no outro dia minha chefe perguntou porque eu ria tanto na noite passada.

Então respondi com um sorrisinho "Ah, foi só um pouco de humor brasileiro."

5 comentários:

  1. ahh.. mas agnt acostuma viu!!! ;) e com o tempo até finge q gosta! uma vez eu tava com uma amiga numa balada.. chegou um cara tentando "conquistar" nós e comecou a fazer flexoesss no chao!!!! JESUS APAGA A LUZ!

    ResponderExcluir
  2. hahhaha achei muito engraçado, tive que ler seu post em voz alta pra minha irmã escutar tbm...As lembranças pro Bob esponja foi a melhor rsrsrsrs Bjos!

    ResponderExcluir
  3. oiiiiiiiiiiiii

    uffaaaa, estava doida para vir aqui! agora já estou atualizada de tudo que está rolando ...

    tudo bem contigo mulher???

    bjuuu

    ResponderExcluir
  4. Eurialto com o seu post!!!
    Meu blog é cytavares.blogspot.com
    Embarco em abril!
    Bjoks

    ResponderExcluir
  5. Estou adorando seu blog, estou começando o processo p/ ser Au Pair, ainda não tenho blog, mas se quiser me add no msn flamedici@hotmail.com

    Parabéns pelo blog de novo...
    Ass: Flavia

    ResponderExcluir

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Que piada sem graça, viu!!!


Todo mundo sabe que piada americana é uó! E que eles riem de qualquer coisa. Existem lá uns filmes e uns programas engraçadinhos e tudo mais, mas no geral as piadinhas que eles contam e o senso de humor deles são completamente tontos.

Comecei a perceber a tamanha falta de um bom senso de humor, assim que cheguei aqui e tive meu primeiro contato com a host family. Já começou no aeroporto, o meu host (pai das crianças) levou um fantoche com os olhos esbugalhados e ficava fazendo graça, falava umas bobeiras pra mim, tipo: Hi, what's up?!!! Com voz de desenho animado. Meo, que coisa mais besta, como se eu fosse uma criança que iria rachar o bico da imitação dele.

Depois que comecei a sair e conhecer mais o povo americano, percebi que não era só na minha casa que as piadinhas eram sem graça. Uma noite, estavam duas amigas e eu num bar e chegaram dois americanos para conversar com a gente. Depois de uns minutinhos de conversa, eles perceberam que não estavam agradando muito. Então, foi ai que eu pensei que eles iam se tocar e vazar, mas eu estava enganada. Um deles, inventou de fazer piadinhas para ver se a gente dava risada, ai haja paciência. Que vergonha alheia eu senti daquela criatura, o pior era que enquanto ele tentava ser engraçado, ele apontava e dava aqueles soquinhos no ombro do amigo com um sorriso de tonto e dizia "Go it, Got it?". Eu já tinha visto isso em filme, mas eu não achava que era exatamente assim que eles se comportavam.

Uma vez, fui inventar de conversar sobre filmes de comédia com um peguete. Fui obrigada a falar, sutilmente, que humor americano pra mim não fazia sentido nenhum, como o humor brasileiro poderia ser sem graça para eles também. Aí, ele resolveu contar piada, o que eu fiz pra merecer?  Lá vou eu fingir que era pelo menos um pouquinho engraçado, pra não deixar ele sem graça.

Enquanto isso, na casa da minha host family, as piadinhas sem sal continuavam rolando soltas, principalmente, na hora da janta. Outro dia, minha host acendeu uma vela no balcão da cozinha, a vela já estava toda torta porque ficou um tempão queimando e derretendo, o menino do meio que eu cuido olhou para vela, virou pro irmão mais velho e disse enquando abraçava-o "Fulano, observe essa vela, vem cá que vou te contar o que tem de engraçado nela…" Eu não quis nem ficar perto para ouvir a reflexão pseudo humoristica dele sobre a vela, porque eu não ia aguentar da rir, não da piada, mas sim da cara dele. Pior ainda foi o dia que ele pegou uma revistinha de piadas e começou a ler pra mim. Ai que dor. Só tinha aquelas idiotisses de "Knock Knock. Who's there?".


Voltando ao assunto que a piada brasileira também não faz sentido para eles, isso pode ser verdade, nossos costumes são diferentes, então o humor consequentemente é outro. Mas por outro lado, acho que a gente tem mesmo mais jeito pra piada porque eu já percebi que qualquer coisa que eu falo, meus hosts morrem de rir, juro.

Eu sempre tento puxar assunto com eles na hora da janta (uma coisa que eles adoram é conversar durante o jantar). Pra agradar e treinar meu inglês eu sempre falo alguma besteirinha, só pra não dizer que eu entrei muda e sai calada. Outro dia, eles estavam falando sei la o que sobre melancia e eu disse que no Brasil, a gente costuma dizer que quando uma pessoa gosta de se aparecer, a gente fala pra essa tal pessoa sair na rua com uma melancia pendurada no pescoço. Pra que?? Eles até engasgaram de tanto rir. E olha que eu falei a coisa mais boba que veio na minha cabeça na hora.

Uma das coisas que eu sinto muita falta aqui é de dar boas gargalhadas, quando estou na abstinência de humor, eu entro no Youtube, e começo a caçar vídeos do Hermes e Renato, Pânico, 15 minutos, até o Casseta e Planeta é mais engraçado que os programas de humor americanos. Eu dou cada gargalhada quando resolvo assitir esses vídeos que no outro dia minha chefe perguntou porque eu ria tanto na noite passada.

Então respondi com um sorrisinho "Ah, foi só um pouco de humor brasileiro."

5 comentários:

  1. ahh.. mas agnt acostuma viu!!! ;) e com o tempo até finge q gosta! uma vez eu tava com uma amiga numa balada.. chegou um cara tentando "conquistar" nós e comecou a fazer flexoesss no chao!!!! JESUS APAGA A LUZ!

    ResponderExcluir
  2. hahhaha achei muito engraçado, tive que ler seu post em voz alta pra minha irmã escutar tbm...As lembranças pro Bob esponja foi a melhor rsrsrsrs Bjos!

    ResponderExcluir
  3. oiiiiiiiiiiiii

    uffaaaa, estava doida para vir aqui! agora já estou atualizada de tudo que está rolando ...

    tudo bem contigo mulher???

    bjuuu

    ResponderExcluir
  4. Eurialto com o seu post!!!
    Meu blog é cytavares.blogspot.com
    Embarco em abril!
    Bjoks

    ResponderExcluir
  5. Estou adorando seu blog, estou começando o processo p/ ser Au Pair, ainda não tenho blog, mas se quiser me add no msn flamedici@hotmail.com

    Parabéns pelo blog de novo...
    Ass: Flavia

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado