segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Festas de fim de ano num país estrangeiro.


E começou 2010. Nesse post farei um resumo de como foram as festas de final de ano por aqui e como meu ano começou. Esse final de ano foi muito diferente do que qualquer outro, não melhor nem pior do que todos que já tive, apenas diferente.

Aqui nos Estados Unidos, as festas de final de ano são parecidas com as do Brasil, mas com algumas diferenças. No Brasil: calor, praia, festa. Nos Estados Unidos: neve, casacos e sem festas. Analisando só por essas coisas que eu mencionei agora, parece que o Natal no Brasil é bem melhor, na minha opinião é, mas tem lá aqueles que preferem o clima de frio mesmo. Confiram algumas outras curiosidades sobre as festas de fim de ano nos Estados Unidos:

Os americanos costumam enfeitar as casas na segunda semana de Dezembro, e não é um enfeite básico não, eles realmente entram no clima, algumas casas ficam parecendo um verdadeiro circo. Eles enfeitam fora e dentro de casa, na casa que eu moro, por exemplo, louças normais foram substituidas por louças natalinas (pra quem não consegue imaginar o que é isso, imaginem pratos, copos e talheres desenhados de papai noeis e árvores). Nas portas e nas janelas tem papai noeis, sinos, coroas e os caralho a quatro pendurados. Pior, sabe aqueles negocinhos de plásticos para tampar tomada pra criança não meter o dedão? Sim, aqui em casa até esses trequinhos são em formato de árvore de Natal.

Eles também tem o costume de assistir, ler e ouvir somente coisas relacionadas ao Natal. Eu não aguentava mais ver cartazes de filmes como "Santa Claus is coming to town" e ouvir "Oh, jingle bells, jingle bells, Jingle all the way" por todo lugar que eu passava.

Enfim, sei que no Brasil, apesar das difíceis condições e dos preços altissímos, os shoppings lotam e a cidade fica um caos por causa das compras, aqui é a mesma coisa. Imagina então que as coisas são mais baratas, como eles gastam. Presentes são muito importantes pra eles, eles trocam e-mails, pedem dicas, ligam para os amigos tudo para descobrir o que comprar uns para os outros.

Outra coisa que os americanos fazem é enviar muitos cartões, nunca vi tanto cartão de Natal, mesmo com a era tecnológica o carteiro fica doidinho nessa época. Isso eu acho até que bacana, é legal pegar um cartão e lembrar das pessoas queridas. Mas o que eu acho cafona demais são os cartões personalizados que eles fazem: mandam imprimir a foto da família com uns efeitos de computador super brega e enviam pros amigos e familiares. O pior é que tem gente que manda esses cartões com foto pra toda a agenda de contato. Imagina você recebendo um cartão com a foto de uma pessoa que você mal tem contato. É cada idéia! Pra completar, muitos deles pregam os cartões recebidos na geladeira, imagina a porta da geladeira deles como fica.

Eles não comem a ceia exatamente á meia noite. Alguns fazem janta (no horário normal) no dia 24, outros fazem só almoço ou janta no dia 25. Eles cozinham pratos diferentes dos nossos também.
A parte mais esperada e importante do Natal deles é a manhã do dia 25, que é quando eles acordam e trocam presentes em volta da árvore. A criançada fica louca, é tanto presente que a casa fica empestiada deles uns quinze dias. Eu ganhei coisinhas legais da minha host family: um aparelho de dvd, cachecol, luva, várias bijus, livro, cremes etc.

O fim do ano não significa férias, aqui as férias mesmo são de junho/julho a agosto/setembro, no Natal e Ano novo as escolas e empresas tem um recesso de uma semana apenas.

Bom, eu que não sou uma pessoa religiosa, pra mim Natal não passa de uma data comercial, eu dei uma relida no meu post de Natal do ano passado e vi que já falei isso, mas estou repetindo para os desavisados haha.

Já no Ano Novo não tem fogos, não tem comida gostosa, o povo só viaja se for pra visitar parentes, resumindo: não tem NADA pra fazer. As baladas cobram o olho da cara pra entrar e na verdade não tem nada de especial. Salvo se você estiver em Miami, Vegas ou Nova York.

Eu mesma decidi o que ia fazer em cima da hora, combinei com duas amigas de ir jantar em uma churrascaria brasileira, mas estavam com espera de uma hora, acabamos comendo num chinês que era o único lugar que encontramos aberto no dia 31 às 8 da noite. Depois fomos para um pub irlandês, e até que foi legal!

Mas, meu primeiro fim de semana do ano começou bem...mal. Na quinta teve uma briga no pub e a coitada da minha amiga levou uma cabeçada e ganhou um galo na testa. Na sexta meu carro foi guinchado porque estacionei num lugar proibido. No sábado, fui na casa de uma amiga que foi viajar e deixou a chave comigo para eu alimentar os gatos dela, dirigi meia hora, quando cheguei lá percebi que tinha esquecido a chave da casa. Hoje, fui almoçar com a amiga do galo e mais um amigo dela, quando de repente chega um outro amigo e eles começaram a brigar dentro da lanchonete, o gerente não chamou a polícia por pouco. Resumindo, o ano mal começou e eu já tenho mil histórias pra contar.

Enfim, que venha 2010, ainda tem mais de 360 dias de encrencas!

2 comentários:

  1. Meninaaaaaaaaaa.. q blog massa.. jah to seguindoo.. nem te conto, ri tantooo com as suas histórias... cada uma mais louca q a outra... =)

    Boa sorte por ai e continue cotnando tdooo!!!
    Bjokaaaaaaas
    take care

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, vim retribuir o comment.. não precisa agradecer por ter passado por aki, foi otimo ler as suas histórias e sempre estarei aqui lendo =)

    Obg Mari, mto obg mesmo =)
    Na verdade, agora eu só preciso de dicas pro inglês.. To estudando sozinha enquanto procuro um curso rápido e que ajude de verdade!!

    Eu tô tentando acreditar o máximo que posso... eu smp fui mais de pensar do q fazer e esperar q as coisas caem no meu colo sabe? e eu ODEIO isso em mim!! Mas tô lutando pra mudar.. eu realmente quero realizar esse sonho!! Mas nem começou e já tem tanta coisa.. nossa

    se divirta por ai e muita sorte!!!
    take care

    ResponderExcluir

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Festas de fim de ano num país estrangeiro.


E começou 2010. Nesse post farei um resumo de como foram as festas de final de ano por aqui e como meu ano começou. Esse final de ano foi muito diferente do que qualquer outro, não melhor nem pior do que todos que já tive, apenas diferente.

Aqui nos Estados Unidos, as festas de final de ano são parecidas com as do Brasil, mas com algumas diferenças. No Brasil: calor, praia, festa. Nos Estados Unidos: neve, casacos e sem festas. Analisando só por essas coisas que eu mencionei agora, parece que o Natal no Brasil é bem melhor, na minha opinião é, mas tem lá aqueles que preferem o clima de frio mesmo. Confiram algumas outras curiosidades sobre as festas de fim de ano nos Estados Unidos:

Os americanos costumam enfeitar as casas na segunda semana de Dezembro, e não é um enfeite básico não, eles realmente entram no clima, algumas casas ficam parecendo um verdadeiro circo. Eles enfeitam fora e dentro de casa, na casa que eu moro, por exemplo, louças normais foram substituidas por louças natalinas (pra quem não consegue imaginar o que é isso, imaginem pratos, copos e talheres desenhados de papai noeis e árvores). Nas portas e nas janelas tem papai noeis, sinos, coroas e os caralho a quatro pendurados. Pior, sabe aqueles negocinhos de plásticos para tampar tomada pra criança não meter o dedão? Sim, aqui em casa até esses trequinhos são em formato de árvore de Natal.

Eles também tem o costume de assistir, ler e ouvir somente coisas relacionadas ao Natal. Eu não aguentava mais ver cartazes de filmes como "Santa Claus is coming to town" e ouvir "Oh, jingle bells, jingle bells, Jingle all the way" por todo lugar que eu passava.

Enfim, sei que no Brasil, apesar das difíceis condições e dos preços altissímos, os shoppings lotam e a cidade fica um caos por causa das compras, aqui é a mesma coisa. Imagina então que as coisas são mais baratas, como eles gastam. Presentes são muito importantes pra eles, eles trocam e-mails, pedem dicas, ligam para os amigos tudo para descobrir o que comprar uns para os outros.

Outra coisa que os americanos fazem é enviar muitos cartões, nunca vi tanto cartão de Natal, mesmo com a era tecnológica o carteiro fica doidinho nessa época. Isso eu acho até que bacana, é legal pegar um cartão e lembrar das pessoas queridas. Mas o que eu acho cafona demais são os cartões personalizados que eles fazem: mandam imprimir a foto da família com uns efeitos de computador super brega e enviam pros amigos e familiares. O pior é que tem gente que manda esses cartões com foto pra toda a agenda de contato. Imagina você recebendo um cartão com a foto de uma pessoa que você mal tem contato. É cada idéia! Pra completar, muitos deles pregam os cartões recebidos na geladeira, imagina a porta da geladeira deles como fica.

Eles não comem a ceia exatamente á meia noite. Alguns fazem janta (no horário normal) no dia 24, outros fazem só almoço ou janta no dia 25. Eles cozinham pratos diferentes dos nossos também.
A parte mais esperada e importante do Natal deles é a manhã do dia 25, que é quando eles acordam e trocam presentes em volta da árvore. A criançada fica louca, é tanto presente que a casa fica empestiada deles uns quinze dias. Eu ganhei coisinhas legais da minha host family: um aparelho de dvd, cachecol, luva, várias bijus, livro, cremes etc.

O fim do ano não significa férias, aqui as férias mesmo são de junho/julho a agosto/setembro, no Natal e Ano novo as escolas e empresas tem um recesso de uma semana apenas.

Bom, eu que não sou uma pessoa religiosa, pra mim Natal não passa de uma data comercial, eu dei uma relida no meu post de Natal do ano passado e vi que já falei isso, mas estou repetindo para os desavisados haha.

Já no Ano Novo não tem fogos, não tem comida gostosa, o povo só viaja se for pra visitar parentes, resumindo: não tem NADA pra fazer. As baladas cobram o olho da cara pra entrar e na verdade não tem nada de especial. Salvo se você estiver em Miami, Vegas ou Nova York.

Eu mesma decidi o que ia fazer em cima da hora, combinei com duas amigas de ir jantar em uma churrascaria brasileira, mas estavam com espera de uma hora, acabamos comendo num chinês que era o único lugar que encontramos aberto no dia 31 às 8 da noite. Depois fomos para um pub irlandês, e até que foi legal!

Mas, meu primeiro fim de semana do ano começou bem...mal. Na quinta teve uma briga no pub e a coitada da minha amiga levou uma cabeçada e ganhou um galo na testa. Na sexta meu carro foi guinchado porque estacionei num lugar proibido. No sábado, fui na casa de uma amiga que foi viajar e deixou a chave comigo para eu alimentar os gatos dela, dirigi meia hora, quando cheguei lá percebi que tinha esquecido a chave da casa. Hoje, fui almoçar com a amiga do galo e mais um amigo dela, quando de repente chega um outro amigo e eles começaram a brigar dentro da lanchonete, o gerente não chamou a polícia por pouco. Resumindo, o ano mal começou e eu já tenho mil histórias pra contar.

Enfim, que venha 2010, ainda tem mais de 360 dias de encrencas!

2 comentários:

  1. Meninaaaaaaaaaa.. q blog massa.. jah to seguindoo.. nem te conto, ri tantooo com as suas histórias... cada uma mais louca q a outra... =)

    Boa sorte por ai e continue cotnando tdooo!!!
    Bjokaaaaaaas
    take care

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, vim retribuir o comment.. não precisa agradecer por ter passado por aki, foi otimo ler as suas histórias e sempre estarei aqui lendo =)

    Obg Mari, mto obg mesmo =)
    Na verdade, agora eu só preciso de dicas pro inglês.. To estudando sozinha enquanto procuro um curso rápido e que ajude de verdade!!

    Eu tô tentando acreditar o máximo que posso... eu smp fui mais de pensar do q fazer e esperar q as coisas caem no meu colo sabe? e eu ODEIO isso em mim!! Mas tô lutando pra mudar.. eu realmente quero realizar esse sonho!! Mas nem começou e já tem tanta coisa.. nossa

    se divirta por ai e muita sorte!!!
    take care

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado