segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Quando mulher quer consegue...ser idiota!


Hoje foi um dia muito X. Por isso, sem nada de interessante pra contar. Mas, lembrei de uma coisa que gostaria de registrar aqui.
Um dias desses, depois de assistir ao show de uma banda com uma amiga, arrastei-a para uma balada bem pegação. Aquele dia tinha baixado o espírito da Piriguete.
Tava uma noite meio fria e chuvosa, mas nada me desanimaria de ir para aquela balada. Chegamos lá, estava super lotada, e melhor ainda, se a minha estatística não falha, tinha uns três caras para cada menina.
Minha amiga e eu já estavamos calibradas (de cerveja) e começamos a caça ao tesouro, ou melhor aos homens. Resolvemos subir no camarote, mesmo não conhecendo ninguém o segurança não barrou nossa entrada, então beleza, vamo bora!
E que camarote! Um mais gatinho que o outro. A minha amiga achou um, que estava com o braço quebrado, lindinho e percebemos que ele olhava na nossa direção, então começamos a coxixar e olhar pra ele. Claro, ele caiu como patinho e foi chegando perto, ai ela lançou: - Oi, nós estamos tentando adivinhar seu signo! Depois de três tentativas, acertamos. Vi que o papo dele com a minha amiga estava fluindo, eis que surge um amigo - nisso os homens são espertos mesmo - e pra minha sorte o amigo era um tchutchugether (tchutchugether = cara gatinho segundo minha amiga Giu).
Depois de enrrolar um pouco o garoto, perguntar idade, de onde era, o que fazia da vida, se curtia o som da balada, só pra fazer um charme - ai sim beijei!
Estava indo tudo bem, quando surge uma menina e começa puxa-lo e gritar desesperadamente, até parecia que estavam arrancando suas penas. E ela falava pra mim: - Ele namora viu, ele namora viu!? E ficou coxixando no ouvido dele e ouvi ela falando: Nossa, magrela meo, não vira!!!
Fiz cara de nada, afinal de contas se o cara namora, eu não. E se sou magrela e ela não, sorte minha e azar dela. Quando ela saiu falei pra ele: - Porque ela tá tão stressada, ela é sua namorada por acaso? - Claro, que se fosse, ela não teria apenas gritado, teria me batido, porque mulher nessas horas é bem irracional. Enfim, ele respondeu que era só amiga. Arrastei ele pra outro canto e la vem ela de novo com mais duas amigas "arram" (menina arram = tapada; que só abre a boca pra falar: - Arram!), passaram pela gente e ficaram ameçando-o : - Não fala mais comigo viu?! Não fala mais comigo viu?!
Acabei indo embora porque já estava perdendo a paciência e como sou fraquinha não tava a fim de apanhar.
Fui embora pensando, como tem mulher que gosta de fazer papel de ridícula mesmo, no mínimo ela pagava um pau pra ele, e ele não tava nem ai.
Agora, amigas minhas, espero que nunca façam isso. Se você é a fim de um amigo, conte pra ele, jogue seu charme, conquiste-o. Se não der certo, parta para outra, querida. Não será o fim do mundo, beber um pouquinho a mais e fazer papel de ciumenta possessiva, não né? Por favor, não consagrem o estilo "mulher imbecil de ser". Fica a dica ;]

2 comentários:

  1. Só uma coisa a dizer: Você é ótima!
    Nem te conheço e talz, mas adoro a sua forma de contar as coisas ^^
    Beeeijo

    ResponderExcluir

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Quando mulher quer consegue...ser idiota!


Hoje foi um dia muito X. Por isso, sem nada de interessante pra contar. Mas, lembrei de uma coisa que gostaria de registrar aqui.
Um dias desses, depois de assistir ao show de uma banda com uma amiga, arrastei-a para uma balada bem pegação. Aquele dia tinha baixado o espírito da Piriguete.
Tava uma noite meio fria e chuvosa, mas nada me desanimaria de ir para aquela balada. Chegamos lá, estava super lotada, e melhor ainda, se a minha estatística não falha, tinha uns três caras para cada menina.
Minha amiga e eu já estavamos calibradas (de cerveja) e começamos a caça ao tesouro, ou melhor aos homens. Resolvemos subir no camarote, mesmo não conhecendo ninguém o segurança não barrou nossa entrada, então beleza, vamo bora!
E que camarote! Um mais gatinho que o outro. A minha amiga achou um, que estava com o braço quebrado, lindinho e percebemos que ele olhava na nossa direção, então começamos a coxixar e olhar pra ele. Claro, ele caiu como patinho e foi chegando perto, ai ela lançou: - Oi, nós estamos tentando adivinhar seu signo! Depois de três tentativas, acertamos. Vi que o papo dele com a minha amiga estava fluindo, eis que surge um amigo - nisso os homens são espertos mesmo - e pra minha sorte o amigo era um tchutchugether (tchutchugether = cara gatinho segundo minha amiga Giu).
Depois de enrrolar um pouco o garoto, perguntar idade, de onde era, o que fazia da vida, se curtia o som da balada, só pra fazer um charme - ai sim beijei!
Estava indo tudo bem, quando surge uma menina e começa puxa-lo e gritar desesperadamente, até parecia que estavam arrancando suas penas. E ela falava pra mim: - Ele namora viu, ele namora viu!? E ficou coxixando no ouvido dele e ouvi ela falando: Nossa, magrela meo, não vira!!!
Fiz cara de nada, afinal de contas se o cara namora, eu não. E se sou magrela e ela não, sorte minha e azar dela. Quando ela saiu falei pra ele: - Porque ela tá tão stressada, ela é sua namorada por acaso? - Claro, que se fosse, ela não teria apenas gritado, teria me batido, porque mulher nessas horas é bem irracional. Enfim, ele respondeu que era só amiga. Arrastei ele pra outro canto e la vem ela de novo com mais duas amigas "arram" (menina arram = tapada; que só abre a boca pra falar: - Arram!), passaram pela gente e ficaram ameçando-o : - Não fala mais comigo viu?! Não fala mais comigo viu?!
Acabei indo embora porque já estava perdendo a paciência e como sou fraquinha não tava a fim de apanhar.
Fui embora pensando, como tem mulher que gosta de fazer papel de ridícula mesmo, no mínimo ela pagava um pau pra ele, e ele não tava nem ai.
Agora, amigas minhas, espero que nunca façam isso. Se você é a fim de um amigo, conte pra ele, jogue seu charme, conquiste-o. Se não der certo, parta para outra, querida. Não será o fim do mundo, beber um pouquinho a mais e fazer papel de ciumenta possessiva, não né? Por favor, não consagrem o estilo "mulher imbecil de ser". Fica a dica ;]

2 comentários:

  1. Só uma coisa a dizer: Você é ótima!
    Nem te conheço e talz, mas adoro a sua forma de contar as coisas ^^
    Beeeijo

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado