domingo, 28 de dezembro de 2008

A famosa retrospectiva 2008


É impossivel não pensar em tudo que aconteceu no ano que está acabando e apesar de ter vivido momentos maravilhosos, sempre me sinto triste nessa retrospectiva.
Não sei o motivo, acho que é a sensação de ter passado tão rápido mais um ano, que novamente farei aniversário e que os momentos mais marcantes nuncam voltam.
Eu queria tanto viver um ano interinho só com os melhores momentos de todos os anos da minha vida.
Desde a infância, que eu achava tão legal fazer compras com o meus pais, faltar na escola de vez em quando para passear, ir na agência onde meu pai trabalhava e ficar desenhando com as milhares de canetinhas, gizes e lápis que lá tinha, de ir no zoológico perto da casa da minha vó e dar uma de irmã mais velha e protetora.
Na adolescência, a escola, as amizades, e até dos meninos pentelhos, que me enchiam o saco e me apelidavam de Olivia Palito, eu tenho saudades. Queria viver de novo os conflitos de sentimentos, de brigas e conciliações bobas com os amigos e amores. As melhores saídas, as baladas e os show poderiam voltar também. Enfim, imagina um ano inteirinho só de recordações boas.
Mas temos que viver novos momentos, conhecer novas pessoas, renovar os ares, sofrer novas paixões e só o que espero, na verdade, no final de cada ano é que no seguinte possa viver muito mais emoções.

2 comentários:

  1. Também sinto falta dessa época que não tinhamos contas pra pagar, conflitos amorosos pra se preocupar e nem o IPVA do carro todo começo de ano :o)


    Ótemo 2009 pra você e pra sua família!!!

    Beijos, Helena.

    ResponderExcluir

domingo, 28 de dezembro de 2008

A famosa retrospectiva 2008


É impossivel não pensar em tudo que aconteceu no ano que está acabando e apesar de ter vivido momentos maravilhosos, sempre me sinto triste nessa retrospectiva.
Não sei o motivo, acho que é a sensação de ter passado tão rápido mais um ano, que novamente farei aniversário e que os momentos mais marcantes nuncam voltam.
Eu queria tanto viver um ano interinho só com os melhores momentos de todos os anos da minha vida.
Desde a infância, que eu achava tão legal fazer compras com o meus pais, faltar na escola de vez em quando para passear, ir na agência onde meu pai trabalhava e ficar desenhando com as milhares de canetinhas, gizes e lápis que lá tinha, de ir no zoológico perto da casa da minha vó e dar uma de irmã mais velha e protetora.
Na adolescência, a escola, as amizades, e até dos meninos pentelhos, que me enchiam o saco e me apelidavam de Olivia Palito, eu tenho saudades. Queria viver de novo os conflitos de sentimentos, de brigas e conciliações bobas com os amigos e amores. As melhores saídas, as baladas e os show poderiam voltar também. Enfim, imagina um ano inteirinho só de recordações boas.
Mas temos que viver novos momentos, conhecer novas pessoas, renovar os ares, sofrer novas paixões e só o que espero, na verdade, no final de cada ano é que no seguinte possa viver muito mais emoções.

2 comentários:

  1. Também sinto falta dessa época que não tinhamos contas pra pagar, conflitos amorosos pra se preocupar e nem o IPVA do carro todo começo de ano :o)


    Ótemo 2009 pra você e pra sua família!!!

    Beijos, Helena.

    ResponderExcluir

Receba um e-mail quando o blog for atualizado